Secretaria de Ordem Pública expande o programa Ambulante em Harmonia para a Cacuia, na Ilha do Governador

Publicado em 06/12/2021 - 23:03 | Atualizado
Entrega de kits do programa Ambulante em Harmonia, na Ilha do Governador - Divulgação / Prefeitura do Rio

A Secretaria de Ordem Pública expandiu nesta segunda-feira (06/12) o Programa Ambulante em Harmonia para o bairro da Cacuia, na Ilha do Governador. O projeto promove o ordenamento em áreas com forte concentração comercial na cidade. Para isso, é feita a harmonização dos espaços públicos entre o comércio constituído e os ambulantes, além de pedestres e moradores.

O local foi ordenado pela Coordenadoria de Controle Urbano (CCU), vinculada à SEOP, e os novos pontos foram mapeados e organizados. Ao todo, foram concedidas 29 novas licenças a ambulantes da região, que se somam a outros 29 que já tinham autorização para atuação no local, totalizando 58 trabalhadores beneficiados. O projeto contempla trechos das estradas da Cacuia e do Galeão e da Rua Combu. As barracas foram entregues pelo secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale, e pelo subprefeito das Ilhas, Rodrigo Toledo.

 

– Essa é mais uma importante entrega do Ambulante em Harmonia, dessa vez na Ilha do Governador. Na conversa com os ambulantes contemplados com novas licenças e com aqueles que já eram regulares, testemunhei o resgate da dignidade deles, alinhado ao ordenamento do espaço público – destaca o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale, que adianta que outras duas praças serão entregues até o fim de 2021.

 

O Subprefeito das Ilhas, Rodrigo Toledo acrescentou:

 

– Com a implementação do Ambulante em Harmonia a Prefeitura não está apenas entregando barracas, alvarás e licenças para as pessoas trabalharem. Estamos devolvendo a dignidade a esses trabalhadores, para que possam desenvolver suas atividades de forma regular e garantir o sustento para suas famílias nesse momento difícil em que o país se encontra por causa da pandemia.

 

A Prefeitura disponibilizou barracas padronizadas para os profissionais. Além disso, eles também terão avental e cartão de identificação para indicar que estão em situação regular. O cartão deve ser apresentado durante as fiscalizações de rotina feitas pela SEOP.

 

– Estamos vislumbrando o futuro. Achamos que seria muito mais demorado, mas tudo aconteceu bem rápido. E graças a Deus estamos aqui preparados para trabalhar. Passamos um ano de muitas dificuldades, mas estamos indo para 2022 com perspectivas muito melhores – afirmou o ambulante Rony Faria, de 41 anos, um dos contemplados com as novas licenças.

 

O primeiro local a receber o programa foi o entorno da Praça das Nações, em Bonsucesso, no início do mês de julho. Em seguida, foi a vez do Méier, no início de novembro. Desde o lançamento, já foram criados 224 novos pontos de comércio na cidade.

  • 6 de dezembro de 2021
  • Skip to content