Prefeitura retira 33 pessoas de praias selvagens da Zona Oeste

Publicado em 22/05/2020 - 16:35 | Atualizado em 22/05/2020 - 16:38
Reforço do patrulhamento das trilhas que dão acesso às praias já resultou na retirada de mais de 150 pessoas. -Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Guarda Municipal, retirou 33 pessoas das praias das Conchas, do Meio e do Perigoso, em Barra de Guaratiba durante patrulhamento realizado na sexta-feira, dia 22/05, nas praias selvagens da Zona Oeste da cidade. Ao todo, já foram retiradas 153 pessoas das praias, 40 barracas de acampamento e foram apreendidas facas, facões e churrasqueiras na área do Parque Natural Municipal de Grumari. A ação é comandada pelos Guardas Municipais do Grupamento de Defesa Ambiental (GDA).

Os agentes orientaram sobre a proibição de acampamento nas praias, prevista no Código de Posturas do município, além de informar sobre o decreto municipal que proíbe aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus. As pessoas foram retiradas das praias sem resistência.

– Reforçamos a fiscalização nas trilhas de acesso a essas praias, pois encontramos muitas pessoas aglomeradas, inclusive crianças, sem máscaras ou qualquer outro equipamento de proteção. Por isso, pedimos que as pessoas evitem essas praias e colaborem com o nosso trabalho, que é reduzir a propagação do novo coronavírus – afirmou o subinspetor Jorge Guedes, comandante do Grupamento de Defesa Ambiental.

Além das ações de patrulhamento nas trilhas, a Guarda Municipal também atua em pontos de bloqueio montados nos acessos à Barra de Guaratiba pela Estrada Roberto Burle Marx e pela Estrada de Grumari. O objetivo da ação é restringir o acesso de pessoas no local e evitar aglomerações. A Guarda Municipal reforçou o patrulhamento nas praias selvagens de Barra de Guaratiba desde o dia 15 de maio, quando recebeu denúncia de evento e acampamento ilegal na Praia do Meio.

 

Coronavírus: Prefeitura amplia orientação sonora à população com mais 50 veículos da Guarda Municipal