Prefeitura notifica construções irregulares em área de milícia no Anil

Publicado em 14/05/2021 - 20:21 | Atualizado
Fiscal participa de operação no Anil- Divulgação / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio de ação conjunta entre as secretarias de Conservação e de Ordem Pública, dá prosseguimento ao combate às construções irregulares na Zona Oeste. Nesta sexta (14/05), as equipes da Coordenadoria Técnica de Operações Especiais (Coppe) e da Controladoria de Controle Urbano (CCU) estiveram no Anil, em Jacarepaguá, emitindo notificações para edificações sem licença, em uma área que, segundo denúncias, seria dominada por milicianos.

As construções foram erguidas em área pública às margens do Canal do Anil e na Avenida Otávio Malta, perto da Clínica da Família Barbara Mosley de Souza. Ao todo, a equipe da Conservação emitiu notificações para quatro edificações em alvenaria usadas como depósito, enquanto a CCU notificou oito imóveis voltados para atividade comercial. No local, também havia dez construções em estrutura metálica com cobertura de telha, usadas para a guarda de veículos. Todos os proprietários foram notificados e receberam um prazo de sete dias para tomar providências.

Durante a operação, que contou com a colaboração da Guarda Municipal, da Polícia Militar e da Comlurb, foram retiradas cinco ligações clandestinas de abastecimento de água. O trabalho envolveu 30 servidores, oito viaturas e um caminhão.

  • 14 de maio de 2021