Prefeitura leva ação conjunta de combate à pandemia ao Méier, na Zona Norte

Publicado em 14/07/2020 - 16:54 | Atualizado em 14/07/2020 - 20:08
Órgãos atuam na fiscalização de ambulantes, inspeção sanitária em lojas e limpeza urbana. Ontem, ação no Centro teve acolhimento de pessoas em situação de rua.-Divulgação Seop / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), realiza, nesta terça-feira, 14/07, ação conjunta para verificar o cumprimento de medidas de combate à pandemia do novo coronavírus no Méier, na Zona Norte. Os agentes atuam em trecho da Rua Dias da Cruz, fiscalizando ambulantes, inspecionando as condições higiênico-sanitárias de estabelecimentos e promovendo a limpeza urbana. À noite, as equipes seguem para outro ponto da região.

É a segunda ação no bairro em menos de uma semana. No sábado, 11/07, 19 estabelecimentos e ambulantes foram fiscalizados na Rua Dias da Cruz, resultando em três estabelecimentos fechados e dois ambulantes irregulares orientados a desocupar o espaço público.

Coordenada pela Subsecretaria de Operações (Subop) da Seop, a força-tarefa contcom profissionais da Guarda Municipal; Secretaria Municipal de Fazenda; Subsecretaria de Vigilância Sanitária, ligada à Secretaria Municipal de Saúde; Comlurb; e Polícia Militar. O efetivo varia de acordo com cada ação.

Balanço da ação no Centro

Nesta segunda-feira, 13/07, a força-tarefa percorreu áreas do Centro da cidade, tendo como diferencial a participação da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, que propiciou a abordagem de 49 pessoas em situação de rua, com dez acolhimentos e quatro encaminhamentos. Na fiscalização do comércio, foram verificados 11 estabelecimentos e 53 ambulantes (todos não autorizados e orientados a se retirar). Já na limpeza urbanaforam recolhidas 2,5 toneladas de resíduos sólidos. O roteiro contemplou a praça e terminal rodoviário Procópio Ferreira, entrada da estação de metrô Central, entornos da Central do Brasil e do Campo de Santana (Avenida Presidente Vargas), Cinelândia, ruas Santa Luzia, Araújo Porto Alegre e México, e LapaTambém participou da operação a Administração Regional do Centro.

Desde o início da Fase 3A do Plano de Retomada, iniciada no último dia 2, a força-tarefa da Prefeitura esteve em 21 bairros. Os outros sãoCampo Grande, Rio das Pedras, Bangu, Padre Miguel, Santa Cruz, Paciência, Taquara, Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste; Leblon, Botafogo, Flamengo, Copacabana e Ipanema, na Zona Sul; Vista Alegre, Vila da Penha, Penha Circular, Méier, Madureira e Tijuca, na Zona Norte; e o Centro da cidade.

Números gerais

Como parte das medidas adotadas pela Prefeitura contra a pandemia, a Seop integrou, de 18 de março a 13 de julho, 363 ações conjuntas de fiscalização do comércio em toda a cidade. Nesses mais de três meses de atuações diárias, foram fiscalizados 37.266 estabelecimentos, com 27.348 pontos comerciais fechados.

Já o Disk Aglomeração (outra frente de fiscalização coordenada pela Seop) atende11.206 ocorrências desde 31 de março, quando o serviço entrou em operação com base em chamados ao canal 1746 (telefone, site ou aplicativo). Os dez bairros mais demandadosão: Campo Grande, Realengo, Bangu, Santa Cruz, Barra da Tijuca, Taquara, Tijuca, Centro, Copacabana e Recreio dos Bandeirantes.