Prefeitura inicia semana com ações conjuntas de ordenamento nas zonas Norte e Oeste

Publicado em 11/08/2020 - 14:26 | Atualizado
Nesta terça, equipes integradas pela Seop atuam na Taquara e Santa Cruz. Ontem, foi a vez do Méier e Campo Grande. Foto: Divulgação/Seop

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), iniciou a semana com diversas ações conjuntas de ordenamento nas zonas Norte e Oeste. Nesta terça-feira, 11/08, agentes de diversos órgãos municipais, com apoio da Polícia Militar, atuam na Taquara e em Santa Cruz. Ontem, foi a vez do Méier e Campo Grande. As equipes fiscalizam o comércio e o estacionamento, entre outras irregularidades, nesta fase de retomada. Além disso, algumas operações fazem parte da “Blitz da Vida”, que conta ainda com o atendimento à população em situação e demais medidas preventivas de combate à pandemia de Covid-19, como a distribuição de máscaras.

Nas ações desta segunda-feira, 10/08, no Méier e em Campo Grande, nas zonas Norte e Oeste, foram fiscalizadas 134 atividades comerciais (40 estabelecimentos e 94 ambulantes), removidos 18 veículos por estacionamento irregular, e recolhida 1,5 tonelada de resíduos sólidos, entre outros resultados.

Balanço detalhado da segunda – No Méier, a força-tarefa percorreu trecho da Rua Dias da Cruz, onde sete estabelecimentos passaram por inspeção sanitária e dois foram autuados por irregularidades como uso indevido da calçada. Uma feira sem autorização, com 30 barracas, também foi encerrada, e outros quatro ambulantes retirados por falta de licença e ausência do titular da licença. Foram feitas ainda 15 orientações a ambulantes ilegais para desocupação do espaço público, apreendidos 96 maços de cigarros, e descartadas cinco placas de publicidade irregulares. No trânsito, dez veículos foram multadoscinco deles removidos por estacionamento irregular. A Comlurb recolheu 350 quilos de resíduos.

Já em Campo Grande, a operação fez parte do projeto “Blitz da Vida” (que está hoje em Santa Cruz). Como resultado, foram fiscalizados 31 estabelecimentos, dez deles inspecionados pela Vigilância Sanitária, com quatro multas por falta de licenciamento; e 45 ambulantes, com 18 não autorizados orientados a se retirar. Os agentes também apreenderam 64 itens com ambulantes irregulares, entre eles bebidas, tendas, mesas, tabuleiros e botijão; recolheram 1,2 tonelada de resíduos; removeram 13 veículos; e abordaram 20 pessoas em situação de rua. O roteiro da fiscalização no bairro contemplou o terminal rodoviário e entorno, camelódromo, calçadão, entorno da estação ferroviária, e as ruas Campo Grande, Barcelos Domingos, Aurélio de Figueiredo, Augusto de Vasconcelos e Viúva Dantas.

Números gerais – Desde o início das ações de combate à pandemiaem 18 de março, a Seop já integrou mais de 430 operações conjuntas em toda a cidade. Até 2 de agosto, foram fiscalizados 38.146 estabelecimentos, com 27.876 pontos comerciais fechados. E desde 31 de março, foram atendidas 11.206 ocorrências pelo Disk Aglomeração (a partir de chamados à Central 1746 da Prefeitura). Os dez bairros mais demandados são: Campo Grande, Realengo, Bangu, Santa Cruz, Barra da Tijuca, Taquara, Tijuca, Centro, Copacabana e Recreio dos Bandeirantes.

Órgãos – Com planejamento da Subsecretaria de Operação (Subop) da Seop, as ações contam, de acordo com a necessidade operacional, com efetivos da Guarda Municipal, e das coordenadorias de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer), Especial de Transporte Complementar (CETC) e de Cuidado e Prevenção às Drogas (CPD), todas ligadas à pasta; Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano (da Secretaria Municipal de Fazenda); Subsecretaria de Vigilância Sanitária (da Secretaria Municipal de Saúde); Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos; Comlurb; e Polícia Militar.