Prefeitura inaugura placa que dá o nome de Mestre Monarco ao Parque Madureira e reabre Nave do Conhecimento

Publicado em 24/12/2021 - 14:57 | Atualizado em 24/12/2021 - 15:09
O prefeito Eduardo Paes inaugura a placa em homenagem a Monarco no Parque Madureira - Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, inaugurou, na manhã desta sexta-feira (24/12), a placa que dá o nome do sambista Monarco ao Parque Madureira, ao som da bateria da Portela, escola da qual era presidente de Honra. Em seguida à homenagem, ele participou da cerimônia de reabertura da Nave do Conhecimento Silas de Oliveira, situada no mesmo local.

 

– Para todos que convivemos com o Monarco, temos um profundo sentimento de tristeza. Mas tem uma coisa que temos de tirar desse momento: o que ele deixou de legado para essa cidade. Ele deixou uma história para a cultura carioca. Vocês têm de ter muito orgulho dele. Vai ser lembrado para sempre – afirmou o prefeito do Rio ao ser referir a Hildemar Diniz, o verdadeiro nome do sambista, falecido no dia 11 de dezembro, aos 88 anos.

 

Confeccionada pela Secretaria de Conservação, a placa traz não apenas o nome Parque Madureira Mestre Monarco, mas também informações sobre esse ícone da música brasileira, baluarte da Portela e autor de clássicos, como “Coração em desalinho”. Familiares do sambista estiveram presentes à cerimônia, que também contou com a participação da bateria e diversos integrantes da Portela.

 

– Estamos com o coração muito alegre. Queria agradecer, em nome da família Diniz, ao prefeito Eduardo Paes. Ele transformou esse lugar, que era perigoso de se passar, num grande lazer para a população. E, hoje, eterniza o nome do nosso mestre no Parque Madureira – disse Mauro Diniz, filho do Monarco.

 

A placa em homenagem ao sambista, que agora batiza o Parque Madureira – Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

 

Responsável pela manutenção do Parque Madureira Mestre Monarco, a Secretaria de Conservação, recentemente, devolveu aos frequentadores a Cascatinha e a Brincadeira d’água, que foram restauradas e voltaram a fazer a alegria de crianças e adultos. Desde janeiro, as equipes da Conservação têm executado vários serviços no local e, por exemplo, todos os brinquedos já passaram por vistoria e têm recebido os devidos reparos.

 

– É uma honra participar dessa homenagem a um dos expoentes da cultura carioca. Nada mais justo do que imortalizá-lo, também, na placa que identifica este espaço – frisou a secretária de Conservação, Anna Laura Secco.

 

Nave do Conhecimento Silas de Oliveira é reaberta

Projetada com espaços multiuso e com o objetivo disponibilizar gratuitamente para a população as possibilidades que a tecnologia oferece, a Nave do Conhecimento Silas de Oliveira foi reaberta nesta sexta-feira. Com ambientes interativos que estimulam a busca por novos conhecimentos, o equipamento promoverá inúmeras atividades que visam potencializar a experiência digital, além de contribuir para o ingresso de jovens e adultos no mercado de trabalho por meio da capacitação em novas tecnologias.

 

– É papel do poder público prover o acesso a uma instalação como essa, um lugar de cursos que prepara as pessoas para esse mundo novo em que vivemos – destacou o prefeito do Rio, escoltado pela bateria da Portela da entrada do parque até a Nave, onde foi recepcionado pela bateria da Império Serrano.

 

A Nave de Madureira fechou ao público em 2020 durante a fase inicial da pandemia de Covid-19, voltando a funcionar parcialmente com restrições até seu encerramento no início deste ano. Desde então, a Secretaria de Ciência e Tecnologia realizou vistorias, levantamento patrimonial e da situação estrutural das nove Naves do Conhecimento para nova licitação, reestruturação e gestão de todos os equipamentos. Esta foi a segunda Nave reaberta. A primeira foi a Nave do Conhecimento Museu Cidade Olímpica e Paralímpica, no Engenho de Dentro, aberta ao público na segunda-feira (20/12). Os outros sete equipamentos também serão reativados.

 

O prefeito Eduardo Paes participa da reabertura da Nave do Conhecimento Silas de Oliveira – Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

 

Inaugurada em julho de 2012, durante a primeira gestão do Prefeito Eduardo Paes, a Nave do Conhecimento de Madureira foi nomeada em homenagem ao professor de português e compositor autor de sambas de enredo que se tornaram clássicos, Silas de Oliveira. O espaço oferecerá gratuitamente cursos na área de tecnologia, oficinas, palestras, visitas virtuais e lazer aos frequentadores. O acesso à internet banda larga é gratuito no local, fruto de uma parceria com a operadora Claro.

 

– Estamos devolvendo à comunidade mais um equipamento. Trabalhamos muito ao longo deste ano para esse momento. As Naves são fundamentais para promovermos políticas públicas de fomento, difusão e capacitação da utilização das ferramentas tecnológicas. São espaços que visam à democratização do acesso à informação e ao conhecimento – ressaltou o secretário Municipal de Ciência e Tecnologia, Willian Coelho.

 

Ambientes tecnológicos

A primeira Nave do Conhecimento foi inaugurada há nove anos. De junho de 2012, data da inauguração em Santa Cruz, até hoje, um total de nove espaços localizados nas Zonas Norte e Oeste da capital fluminense foram entregues: Nova Brasília (Complexo do Alemão), Vila Aliança (Bangu), Padre Miguel, Madureira, Irajá, Penha, Triagem e Engenhão.

A Nave do Conhecimento de Madureira conta com diversos ambientes interativos. O local tem espaço com computadores destinados ao livre acesso à internet com orientação de uma equipe de apoio aos usuários, o que possibilita pesquisas e consultas a outros acervos.

Recepção Digital – local onde o usuário poderá cadastrar-se, reservar computadores, consultar as grades de eventos da unidade e de horários das aulas da Sala Multimídia, além de dar sugestões.

Lan Table – espaço com computadores destinado ao livre acesso à internet com orientação de uma equipe de auxílio ao usuário.

Biblioteca Digital – ambiente com acesso à banda larga, que permite à população consultar acervos de outras bibliotecas para pesquisas escolares e navegação em busca de conhecimento.

Sala Multimídia – local para aulas com computadores que também serve de suporte para atividades educacionais dos colégios existentes na comunidade.

Área Infantil – cavernas digitais com tablets disponíveis para os visitantes.

 

Programação de Dezembro

Oficina: Desenvolvendo o Raciocínio Lógico – Essa oficina tem como objetivo exercitar a mente, o pensamento crítico, o raciocínio lógico e onde atuamos como uma porta de entrada para a Lógica de Programação.

26/12/2021 (14h às 17h). Carga Horária 03 horas.

 

Oficina: Digitação na Prática – Apresentar, desenvolver habilidades e competências do aluno no uso das ferramentas mais utilizadas do Word.

29/12/2021 (14h às 17h). Carga Horária 03 horas.

 

Palestra: Segurança na Internet – Conhecer a importância da internet em nossas vidas, as ameaças e como se proteger delas.

30/12/2021 (14h às 17h). Carga Horária 03 horas.

 

Curso: Edição de Imagens com PhotoScape – Conhecer, introduzir e aplicar ferramentas básicas para edição de imagens com um software gratuito PhotoScape.

Dias 26, 28, 29 e 30. Domingo, terça, quarta e quinta (14h às 17h). Carga Horária 12 Horas.

 

Curso: Informática Básica para o Mercado de Trabalho (Planilhas Eletrônicas) – Compreender e utilizar os recursos dos softwares de planilhas eletrônicas.

Dias 28, 29 e 30. Terça, quarta e quinta (09h às 12h). Carga Horária 09 Horas.

 

Horário de funcionamento:

De terça a sábado de 9h às 21h.

Domingos de 9h30 às 16h30.

Fechada segundas-feiras e feriados.

  • 24 de dezembro de 2021
  • Skip to content