Prefeitura fiscaliza 115 lojas e ambulantes em ação de combate à pandemia no Centro da cidade

Publicado em 07/07/2020 - 18:25 | Atualizado em 07/07/2020 - 20:24
A Prefeitura fiscalizou 115 lojas e ambulantes, no Centro da cidade. Crédito: Divulgação / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), fiscalizou, na manhã desta terça-feira, 07/07, 115 lojas e ambulantes, no Centro da cidade, em mais uma ação conjunta para verificar o cumprimento do decreto municipal de combate à pandemia do novo coronavírus. Tendo como roteiro, as ruas Uruguaiana e da Alfândega, e os largos da Carioca e de São Francisco, os agentes visitaram 43 estabelecimentos, todos orientados quanto às normas higiênico-sanitárias necessárias e horários de funcionamento, e solicitaram a retirada de 57 ambulantes não autorizados (dos 72 fiscalizados). Nesta tarde, as equipes atuam em bairros da Zona Sul.
Ontem, segunda-feira, 06/07, a força-tarefa fiscalizou 83 estabelecimentos e ambulantes em Madureira, na Zona Norte, pela manhã e tarde. E à noite, percorreu bares e restaurantes da Rua Dias Ferreira (Leblon) e Avenida Olegário Maciel (Barra da Tijuca), mas não encontrou irregularidades.

Balanço de Madureira – Durante a ação em Madureira, seis de 15 estabelecimentos fiscalizados foram multados por funcionamento fora do horário permitido (que é das 11h às 17h), e 43 ambulantes não autorizados (de 68 abordados) foram orientados a deixar o espaço público. Entre os 25 legalizados, cinco foram autuados por trabalhar fora do local da licença. A operação resultou ainda na apreensão de 320 maços de cigarro, e recolhimento de 90 quilos de resíduos sólidos deixados em via pública.

Órgãos – Coordenada pela Subsecretaria de Operações (Subop) da Seop, a força-tarefa conta com equipes da Guarda Municipal; coordenadorias de Controle Urbano e de Licenciamento e Fiscalização, ligadas à Secretaria Municipal de Fazenda; Subsecretaria de Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde; e Comlurb.

Números gerais – Como parte das medidas adotadas pela Prefeitura contra a pandemia, a Seop integrou, de 18 de março a 6 de julho, 334 ações conjuntas de fiscalização do comércio em toda a cidade. Nesses mais de três meses de atuações diárias, foram fiscalizados 35.480 estabelecimentos, com 25.968 pontos comerciais fechados.

Já as equipes do Disk Aglomeração (outra frente de fiscalização coordenada pela Seop) atenderam 10.895 ocorrências desde 31 de março, quando o serviço entrou em operação com base em chamados ao canal 1746 (telefone, site ou aplicativo). Os dez bairros mais demandados são: Campo Grande, Realengo, Bangu, Santa Cruz, Barra da Tijuca, Taquara, Tijuca, Centro, Copacabana e Recreio dos Bandeirantes.