Prefeitura faz chamamento público para execução do programa “Zonas de Cultura”

Publicado em 16/08/2021 - 20:22 | Atualizado
Projeto visa a selecionar e fomentar ações culturais - Gui Espíndola/Prefeitura

Imagine uma cidade definida por bairros culturais. Este é um dos principais pilares do programa inédito “Zonas de Cultura”, criado pela Secretaria Municipal de Cultura. Por meio de edital, irá selecionar e fomentar ações culturais em territórios da cidade, começando por Madureira, o coração pulsante da cultura carioca O investimento inicial ali será de R$ 1,5 milhão. Até 2024, o programa deve se estender ao Valongo (Pequena África), na região central, e à Santa Cruz, zona Oeste. Segundo consta no Plano Estratégico da Prefeitura do Rio, a meta é mobilizar até três milhões de pessoas.

– O ‘Zonas de Cultura’ é uma tentativa de criar um bairro cultural, a perspectiva desta territorialização, olhar o bairro a partir do que ele tem, da cultura, e investir na cidade, gerando novas centralidades culturais, desenvolvendo a potência e contribuindo para diminuir indicadores de vulnerabilidade – destaca o secretário municipal de Cultura Marcus Faustini.

Publicado no Diário Oficial na última segunda-feira (16 de agosto), um aviso de chamamento público da Secretaria Municipal de Cultura tem por objetivo atrair a atenção de Organizações da Sociedade Civil que tenham interesse na execução integral do programa, estabelecendo diretrizes para a elaboração de propostas, de acordo com a Lei Federal nº 13.019/2014.

O Rio é uma cidade muito diversa do ponto de vista da cultura, mas a política pública precisa acompanhar esta diversidade chegando a mais territórios.

– Não haverá diversidade se não houver uma política que não reconheça os territórios. Até porque no Rio, a desigualdade é por território – diz Faustini. – Desde janeiro, estamos trabalhando para criar uma nova perspectiva de política cultural a partir da relação entre cultura e cidade. O Foca (Fomento à Cultura Carioca) está sendo assim, o ISS (Lei Municipal de Incentivo à Cultura) foi assim e agora o ‘Zonas de Cultura’ criando estes distritos criativos.

Neste primeiro momento, a Prefeitura vai selecionar uma organização da sociedade civil que fará a execução do programa na região junto com artistas locais. Vai ter que criar mobilização, chamamento público para a execução dos calendários culturais e apoiar artistas da região. O programa tem início em janeiro.

As metas do “Zonas de Cultura” estão em rio.rj.gov.br/web/smc/. As propostas devem ser entregues pessoalmente, dia 15 de setembro, às 10h, à Rua Afonso Cavalcanti 455, Bloco I, 2º Andar, sala 235, Cidade Nova.

Por que Madureira?

Madureira é um dos grandes corações da cultura carioca, além de ser uma região popular, vibrante e com potencial enorme. É onde tem cultura popular e urbana de sobra.

O poder público tem expectativa de contribuir para criar novas centralidades criativas na cidade. Madureira já tem o Parque Madureira e agora é preciso desenvolver o potencial criativo de quem faz cultura na região. Uma política localizada.

“Será uma política para desenvolver as pessoas”, finaliza Faustini.

Três zonas de culturas até 2024:
Madureira: economia criativa (a partir de janeiro)
Valongo: cultura preta e africana
Santa Cruz: inclusão pela cultura

Calendário do programa

Agosto: lançamento do edital para escolha de organização da sociedade civil que executará o programa “Zonas de Cultura”;
Setembro: escolha da organização da sociedade civil;
Janeiro: início do projeto

Outras informações no site rio.rj.gov.br/web/smc/.

  • 16 de agosto de 2021