Prefeitura entrega mais 15 alvarás para a prática de esportes na orla do Rio

Publicado em 25/08/2021 - 14:46 | Atualizado
Alvarás para a prática de esportes na orla do Rio - Divulgação/Prefeitura

Dando continuidade ao ordenamento urbano das atividades esportivas na orla do Rio por parte da prefeitura, os secretários Guilherme Schleder (Esportes) e Brenno Carnevale (Ordem Pública), junto com a subprefeita da Zona Sul, Ana Ribeiro, e representantes da Coordenadoria de Controle Urbano (CCU) e da Guarda Municipal, estiveram na praia de Copacabana nesta quarta-feira (25/08) para entregar mais 15 alvarás de licenciamento. O documento regulariza o uso da área pública para a prática de futevôlei, natação, beachboxing, stand up e crosstrainer.

Os primeiros certificados já haviam sido entregues no mês passado. Desde abril, quando iniciou o trabalho, o Comitê de Qualificação dos Espaços Públicos para a Prática Desportiva e de Lazer já mapeou os bairros de Copacabana, Ipanema, Leblon e Barra da Tijuca, somando mais de 500 credenciamentos. Agora, o mapeamento está concentrado no Recreio dos Bandeirantes e Flamengo.

– Essa cerimônia simbólica de entrega é importante porque marca o trabalho. A secretaria não tinha a função de fazer esse cadastramento, mas quando assumi, em janeiro, quis entender essa mecânica até pelas mudanças causadas pela pandemia. Foi criada a comissão que, aos poucos, vem realizando a legalização. O ordenamento é segurança para quem oferece e para quem pratica o esporte – afirmou Schleder.

 

Foram entregues mais 15 alvarás de licenciamento – Divulgação/Prefeitura

 

Brenno Carnevale entende que a burocracia da legalização pode parecer pesada, mas que vem desmistificando isso pela necessidade do cumprimento das regras.

– Queremos facilitar a vida de quem quer ocupar o espaço público de forma regular e organizada. E não é só para praticar o esporte, mas para gerar emprego e renda. É fazer aquilo que a cidade tem de melhor, que é receber e dar às pessoas segurança e mobilidade – pontuou.

Já Ana Ribeiro diz que tem sido gratificante participar de todo esse processo, pois representa uma ação de organização.

– Esta é mais uma ação de organização da orla da zona sul que estava sem fiscalização e ordenamento. Temos nos empenhado muito para que isso seja concluído o mais rápido possível – garantiu.

Beneficiada com o alvará para a prática de futevôlei em Ipanema, Natália Guitler concorda com a necessidade de ordenamento: “Isso é a realização de um sonho, pois a organização é uma aposta no crescimento da modalidade.”

  • 25 de agosto de 2021