Prefeitura do Rio soluciona bolsões d’água e mantém equipes de prontidão para atuar em caso de mais chuva

Publicado em 20/11/2020 - 18:20 | Atualizado
  • Início/
  • /
  • Prefeitura do Rio soluciona bolsões d’água e mantém equipes de prontidão para atuar em caso de mais chuva

A Prefeitura do Rio atuou nesta sexta-feira, 20/11, em resposta a bolsões d’água e quedas de árvores ocorridos em decorrência da chuva. As ações reuniram diversos órgãos para minimizar os transtornos à população, com trabalhos de limpeza, orientação de trânsito, conservação e infraestrutura.

Segundo o Alerta Rio, a média histórica de chuva da estação Tijuca, para o mês de novembro, é de 164,1mm. Desde o início do mês, já choveu 207mm, e o acumulado registrado de quinta para esta sexta na estação foi de 106,4 mm.

Centro de Operações Rio

Desde a noite de quinta-feira (19/11), o Centro de Operações Rio (COR) registrou 17 ocorrências relacionadas à chuva no município, sendo 10 pontos com acúmulo de água, 6 quedas de árvores, e 1 ocorrência envolvendo deslizamento de encosta.  O município permanece em ESTÁGIO DE MOBILIZAÇÃO, devido às condições do tempo, desde 5h40 de terça-feira (17/11).

Ocorrências

Devido a bolsão d’água, a Rua Jardim Botânico chegou a ser totalmente interditada por agentes da CET-Rio, nos dois sentidos, no trecho entre a Rua Pacheco Leão e a Praça Santos Dumont, à 0h05 desta sexta-feira. Após a atuação das equipes da Prefeitura e o escoamento da água, a via foi liberada às 2h15.

No Alto da Boa Vista, devido à queda de árvore, o tráfego foi interditado, em ambos os sentidos, a partir da 0h12 desta sexta-feira. Após o corte e remoção do vegetal, a via foi liberada à 0h55.

Na Av. Niemeyer, segundo informou a CET-Rio, houve mobilização, por volta das 2h, mas não foi atingido o protocolo de interdição da mesma. No momento, a via ainda encontra-se em mobilização, porém com o trânsito liberado.

Nos Mergulhões da Avenida Armando Lombardi, na Barra da Tijuca, foi feito o monitoramento desde o início da chuva, mas não houve necessidade de fechamento, até o momento.

 

Bolsões/acúmulo de água: 

Finalizados:

 

CIDADE NOVA: acúmulo de água ocupa parcialmente a Av. Pres. Vargas, na altura da Cidade Nova, em ambos os sentidos.

 

  1. FRANCISCO BICALHO: bolsão/acúmulo de água na pista lateral, sentido Centro, em São Cristóvão, na altura do Detran. 

 

ITANHANGÁ: Estr. da Barra da Tijuca, altura do Condomínio Itanhangá Hills, sentido Rio das Pedras.

GLÓRIA:  Rua do Catete, na altura da Rua Ferreira Viana

BARRA DA TIJUCA:  Av. Armando Lombardi, na altura do Mergulhinho, sentido Recreio dos Bandeirantes. 

JACAREPAGUÁ: Av. Ayrton Senna, na altura da Ponte Santos Dumont, sentido Orla.

BARRA DA TIJUCA: Av Ministro Ivan Lins, na altura do acesso à Ponte de Joatinga, sentido Zona Sul. 

GLÓRIA:  Rua do Catete, na altura da Rua Silveira Martins. 

SÃO CONRADO: Rua Gen. Olímpio Mourão Filho, sentido Av. Niemeyer.

JARDIM BOTÂNICO: Rua Jardim Botânico, na altura da Rua Pacheco Leão.

Serviços após quedas de árvores finalizados:

RIO COMPRIDO: Estrada do Sumaré. 

SANTA TERESA: Estrada das Paineiras, altura da Rua Almirante Alexandrino. 

ILHA DO GOVERNADOR: Rua Quirino dos Santos, 370, no Jardim Guanabara.

ESTRADA DONA CASTORINA, altura da Cachoeira do Horto.

SERRA DA GROTA FUNDA: tráfego liberado em ambos os sentidos da via, após queda de árvore no sentido Santa Cruz, próximo ao KM 1. Interdição ocorreu das 10h30 às 12h26 desta sexta-feira. Durante bloqueio, trânsito foi desviado para o Túnel Vice-Presidente José de Alencar (Túnel da Grota Funda).

ALTO DA BOA VISTA: Estrada de Furnas, na altura da Estrada Tijuaçu, ambos os sentidos.

Serviço após deslizamento de encosta em andamento:

ESTR. DAS CANOAS | Via interditada, desde as 16h08 de quinta-feira (19/11), altura do Mirante, devido a deslizamento de encosta. Trânsito sendo desviado pela área de estacionamento próxima. 

Meteorologia

Segundo o Alerta Rio, o transporte de umidade do mar em direção ao continente manteve o tempo instável na cidade do Rio de Janeiro nesta sexta-feira (20/11). Ao longo do dia, o predomínio foi de céu encoberto, com chuva fraca a moderada. Os ventos ficaram fracos a moderados e as temperaturas permaneceram estáveis, sendo a máxima de 24,7°C, registrada às 10h15 na estação Barra/Riocentro e mínima de 17,9°C, registrada às 5h na estação Alto da Boa Vista. Até o final do dia, há previsão de chuva fraca isolada, ocasionalmente moderada. Modelos numéricos de previsão do tempo indicam ESTIMATIVA MÉDIA de chuva menor que 5 mm.

Aviso de ressaca 

A Marinha do Brasil informa: ondas de até 2,5 metros de altura podem atingir a orla até as 21h desta sexta-feira (20/11).

 

Comlurb

Garis da Comlurb atuaram em diversos pontos da cidade para minimizar os impactos da chuva. De quinta até está sexta, às 17h, as equipes trabalharam em nove ocorrências de quedas de árvores e mais seis relacionadas a bolsões d’água. As equipes continuarão em prontidão para atuar se houver necessidade por conta de mais chuvas. A Companhia promoveu uma operação especial de limpeza preventiva de caixas de ralo, na quarta-feira (18/11), em pontos históricos de alagamentos na cidade, em diversas regiões, para minimizar o impacto de possíveis chuvas fortes. 

Na Zona Sul, o serviço foi realizado, entre outras vias na Rua Siqueira Campos, na Avenida Epitácio Pessoa, na Rua do Catete e na Estrada da Gávea. No Centro, o trabalho foi feito na Avenida Mem de Sá e nas Ruas do Lavradio e do Senado, entre outras. Na Área da Grande Tijuca, o trabalho foi feito na Avenida Maracanã e na Rua Professor Eurico Rabelo, entre outras. E na Zona Oeste, na Estrada da Barra e na Ministro Ivan Lins, entre outras.

 

Conservação

A Subsecretaria de Conservação permanece com seu efetivo a postos para atuar em qualquer ponto da cidade, caso volte a chover forte. 

Foram solucionados bolsões d’água na Avenida Brasil (altura do Caju); Rua do Catete, na altura da Rua Ferreira Viana ema altura da Rua Silveira Martins; Avenida Armando Lombardi, na altura do Mergulhinho, na Barra da Tijuca, sentido Recreio; Avenida Ayrton Senna, na altura da Ponte Santos Dumont, sentido Orla, em Jacarepaguá; Avenida Ministro Ivan Lins, na altura do acesso à Ponte da Joatinga, na Barra, sentido Zona Sul;  Rua General Olímpio Mourão Filho, sentido Avenida Niemeyer, em São Conrado; Rua Jardim Botânico, na altura da Rua Pacheco Leão;  Avenida Presidente Vargas, na altura da Cidade Nova, em ambos os sentidos, no Centro; Estrada da Barra da Tijuca, no Itanhangá, altura do Condomínio Itanhangá Hills, no sentido Rio das Pedras; e pista lateral da Avenida Francisco Bicalho, sentido Centro, em São Cristóvão, na altura do Detran.

 

Guarda Municipal

Guardas municipais do Grupamento Especial de Trânsito atuam nesta sexta-feira, dia 20, para orientar motoristas e pedestres que passam pela Estrada das Canoas, em São Conrado, após deslizamento de terra interditar trecho da via. 

Os agentes também atuaram na Avenida das Américas, altura da Serra da Grota Funda, após queda de árvore bloquear a pista no período da manhã. A via já foi liberada. 

A Guarda Municipal está de prontidão para minimizar possíveis transtornos causados ao trânsito da cidade em decorrência da chuva que atinge o Rio. A GM-Rio também atua em apoio à Defesa Civil, Centro de Operações e aos demais órgãos da Prefeitura do Rio.

 

Infraestrutura

Geólogos da Geo-Rio, da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação,  realizaram as primeiras intervenções na área onde houve o tombamento de um bloco rochoso na Estrada das Canoas, na altura do Mirante das Canoas, em São Conrado, ocorrido na quinta (19/11). Eles aguardam a melhoria das condições climáticas para prosseguir com o trabalho de investigação e concluir o laudo. O local continua interditado, e o trânsito está sendo desviado pelo estacionamento que existe perto da área do incidente.

 

Defesa Civil

A Defesa Civil municipal registrou, desde as 18h desta quinta-feira (dia 19), 39 chamados pelo canal 199, sendo as principais ocorrências para imóveis com rachadura e infiltração (17), por ameaça/desabamento de estrutura (14), por deslizamento de encosta (quatro) e por ameaça/rolamento de pedra (três). O bairro com maior número de solicitações é a Tijuca (cinco), seguido por Glória, Leme, Botafogo, Ramos e Paciência (todos com dois chamados). 

Sirenes – O órgão segue de prontidão para atendimento dos chamados ao 199 e acompanhando os índices pluviométricos nas 103 comunidades de alto risco geológico da cidade monitoradas pelo sistema de alerta e alarme contra fortes chuvas. Até o momento, não foram atingidos os protocolos para acionamento de sirenes. Mesmos assim, técnicos da Defesa Civil mantém contato direto com representantes e focais das comunidades com os maiores registros de chuva para verificação de incidentes que necessitem de vistoria.  

Alertas sonoros – O sistema de alertas sonoros é baseado no monitoramento dos índices críticos de chuva por meteorologistas do Alerta Rio, lotados no COR, onde profissionais da Defesa Civil municipal atuam, de forma integrada, 24 horas/dia. O trabalho conta ainda com a participação de líderes e voluntários das comunidades, além de pontos de apoio previamente definidos, caso haja a necessidade de desocupar temporariamente as áreas de alto risco. Integram o sistema, 83 pluviômetros, 165 sirenes e 194 pontos de apoio.

Informações via SMS – Qualquer pessoa pode receber alertas de chuva forte da Defesa Civil por meio de adesão voluntária. O cadastro é simples, rápido e gratuito: basta enviar mensagem de texto com o CEP de interesse para o número 40199.

Rio-Águas 

A Fundação Rio-Águas trabalha na operação dos reservatórios de controle de enchentes da Grande Tijuca. Os equipamentos operam normalmente, liberando os volumes reservados, conforme a capacidade da rede de drenagem local. Na madrugada de hoje, as bombas foram acionadas para escoamento da água, principalmente nas praças da Bandeira e Varnhagen. Durante o dia, foi realizada operação de limpeza das grades de entrada da água nos reservatórios. 

O desvio do Rio Joana também está em funcionamento, desaguando as águas excedentes que chegam ao Rio Joana diretamente na Baía de Guanabara.

Na Zona Sul, a Rio-Águas faz a operação das comportas da Lagoa Rodrigo de Freitas. Todas as comportas seguem abertas desde quinta-feira, 19.

 

  • 20 de novembro de 2020