Prefeitura do Rio produz máscaras de prevenção à Covid-19 com a bandeira LGBT para lembrar o Dia Internacional de Combate à LGBTfobia

Publicado em 30/04/2020 - 19:24 | Atualizado
Máscara reproduz a bandeira LGBT. Foto: Divulgação

A Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual( CEDS Rio), órgão da prefeitura do Rio que atua na promoção e defesa da comunidade LGBT, na construção de políticas de diversidade e na prevenção às doenças virais sexualmente transmissíveis e o HIV e a Aids, apresentou nesta quinta-feira(30), uma edição de máscaras reutilizáveis com às cores da bandeira do arco-íris que, representam, o orgulho da comunidade LGBT em todo o mundo.

Ao todo foram fabricadas 500 máscaras, que serão distribuídas gratuitamente. O intuito da ação é lembrar o Dia Internacional de Combate à LBGTfobia, celebrado no dia 17 de maio. A data foi criada em 2004 para debater com a sociedade, autoridades e corporações a situação alarmante sobre a discriminação e violência sofrida por lésbicas, gays, bissexuais, travestis, mulheres trans, homens transexuais e transgêneros, intersexuais e todas as outras pessoas com orientações sexuais, identidades ou expressões de gênero e sexo dissidentes.

Normalmente, a CEDS-Rio realiza diversos eventos em maio, mas devido à pandemia da Covid-19, todos os atos foram cancelados.

– Nossa ideia foi de conscientizar a população sobre a importância do uso das máscaras contra a propagação do coronavírus e, ao mesmo tempo, levar uma mensagem positiva contra a LGBTfobia e o preconceito, em meio à pandemia. Nós, que temos a experiência com trabalhos de prevenção às ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) que promovemos durante todo o ano, queremos usar nossa expertise para ganhar essa batalha contra a propagação do vírus- explica o Coordenador Especial da Diversidade Sexual Nélio Georgini.

Distribuição de alimentos para LGBTs em situação de vulnerabilidade social

Vale destacar que, em parceria com outros órgãos da Prefeitura do Rio e movimentos sociais, a CEDS-Rio realizou a doação de 950 cestas básicas para instituições que apoiam e acompanham a população LGBT carioca. A entrega teve início no fim de março. A distribuição mais recente, de 200 pacotes, ocorreu no dia 28 de abril.