Prefeitura cria nova linha de BRT e reabre mais uma estação na Avenida Cesário de Melo

Publicado em 05/02/2020 - 16:41 | Atualizado em 05/02/2020 - 16:44
A estação Santa Eugênia reabriu nesta quarta-feira. Foto: Divulgação / Prefeitura do RioA estação Santa Eugênia reabriu nesta quarta-feira. Foto: Divulgação / Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) concluiu, junto ao BRT Rio, a reabertura da estação Santa Eugênia, dando continuidade ao processo de reabertura das estações do BRT ao longo da Avenida Cesário de Melo, conforme determinação do prefeito Marcelo Crivella. A SMTR também inaugurou uma linha que vai ligar Campo Grande ao Recreio dos Bandeirantes.

A estação Santa Eugênia fica localizada em um importante ponto de circulação na Avenida Cesário de Melo. O trecho, que abrange 21 estações e um terminal do BRT, teve a operação interrompida em 2018 devido a episódios de violência na região. Em dezembro de 2019, a operação foi retomada com a linha experimental LECD 33, que realiza o trajeto Terminal Campo Grande x Terminal Santa Cruz, com três paradas: Cajueiros, Gastão Rangel e General Olímpio. A LECD 33 continuará em operação.

Como vai funcionar a nova linha de BRT?

A nova linha, 14, vai operar com serviço semidireto, e o percurso entre as estações terá apenas uma parada para embarque e desembarque de passageiros: na estação Santa Eugênia. A população terá seis ônibus à disposição, nos dias úteis e nos horários de pico, conforme determinação da SMTR. Partindo do Terminal de Campo Grande, os horários do serviço semidireto são: 5h, 5h30, 6h, 6h30, 7h e 7h30. Na volta, os veículos saem da estação Salvador Allende em direção a Campo Grande às 17h, 17h30, 18h, 18h30, 19h e 19h30. A estação Santa Eugênia ficará aberta apenas durante o funcionamento da linha 14.

– A reabertura da estação Santa Eugênia e a nova linha de BRT são marcos importantes que comprovam os esforços da Prefeitura na busca pelo aprimoramento dos serviços oferecidos pelos diferentes modos de transportes municipais, sempre ouvindo a população e atendendo suas necessidades, além de contribuir para a mobilidade da cidade – disse o secretário Paulo Amendola, que esteve no local no início da manhã desta quarta-feira (05/02), ao lado da equipe técnica da SMTR e do presidente do BRT Rio, Luiz Martins.

Trabalho de recuperação

A SMTR segue empenhada para que todas as estações ao longo da via, muitas delas destruídas e vandalizadas, sejam recuperadas e, assim, os serviços sejam restabelecidos para cerca de 30 mil usuários diários atendidos pelo sistema na região, antes de sua paralisação.