Prefeitura cobra e BRT promove reforma de 21 estações vandalizadas

Publicado em 13/08/2020 - 14:16 | Atualizado
Uma das estações reconstruídas é a Vaz Lobo, que teve as obras concluídas nesta quintaUma das estações reconstruídas é a Vaz Lobo, que teve as obras concluídas nesta quinta. Crédito: Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes, anuncia a reforma de 21 estações do BRT que foram vandalizadas ou que necessitam de reparos, com previsão de reabertura nos próximos meses. A iniciativa é resultado de orientações e incentivos da SMTR para que o BRT Rio proporcione melhorias e maior conforto aos usuários do sistema.

Nesta quinta (13), a reforma na estação Vaz Lobo, que não chegou a fechar para o público, foi concluída. A estação foi mais um alvo de atos de vandalismo e recebeu grande reforma, incluindo instalação de vidros, monitores, remoção de corrosão e pintura das estruturas metálicas.

Ainda no corredor Transcarioca, as estações Vila Queiroz e Mercadão já estão recebendo reformas. Já a Rede Sarah, muito importante para as pessoas que utilizam os serviços do hospital de reabilitação em Jacarepaguá, começará a ser recuperada a partir da próxima segunda-feira (17). As estações Santa Luzia, Olaria, Tanque, Praça Seca e Vila Kosmos também serão reformadas.

No corredor Transoeste, a estação Parque das Rosas já está recebendo melhorias e será reaberta à população na próxima semana. Barra Shopping (Parador), Bosque da Barra, Americas Park, Santa Mônica Jardins, Riomar, Nova Barra e Mato Alto também serão revitalizadas.

– Estamos acompanhando as reformas e orientando o BRT para que faça os devidos reparos nas estações e as devolva à população, que depende do sistema, especialmente neste momento de retomada das atividades na cidade -, destacou o secretário municipal de Transportes, Paulo Jobim.

A nova estrutura que vem sendo aplicada durante as reformas impede que pessoas em situação de rua e ambulantes guardem objetos em cima da estação, como vinha acontecendo com frequência, além de proteger o cabeamento elétrico com condutores de metal.

Outras estações, como Via Parque, Rio 2, Aeroporto de Jacarepaguá e Campinho, vão receber reforço na iluminação, contribuindo para a segurança dos usuários.

A SMTR ressalta que, se os equipamentos não forem usados de forma responsável e consciente, os passageiros poderão ser novamente afetados pela suspensão dos serviços para a necessária reforma do local.

– Esse resultado é fruto de integração e gestão entre a Prefeitura e o BRT. Além disso é preciso que a população entenda e se conscientize de que a preservação das estações é uma garantia da continuidade dos serviços. É fundamental que os usuários resguardem o patrimônio público para seu próprio usufruto -, disse Allan Borges, subsecretário municipal de Transportes.