Prefeito recebe imagem peregrina de São Sebastião na sede administrativa municipal

Publicado em 10/01/2022 - 12:09 | Atualizado
  • Início/
  • /
  • Prefeito recebe imagem peregrina de São Sebastião na sede administrativa municipal
Paes: 'É uma bênção o Rio de Janeiro ter um padroeiro como São Sebastião' - Bath Santos/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, recebeu, nesta segunda-feira (10/01), o arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Dom Orani Tempesta, que levou a imagem peregrina de São Sebastião, santo que é o padroeiro da cidade e dá nome ao Centro Administrativo (Cass). A visita acontece desde 2010 e faz parte da programação da festa de São Sebastião, a ser celebrada no próximo dia 20.

Dom Orani chegou à sede da Prefeitura e, ainda na parte externa do prédio, foi recepcionado por Paes. O prefeito carregou a imagem de São Sebastião até o local em que foi realizada uma celebração em homenagem à visita.

 

–  É uma bênção o Rio de Janeiro ter um padroeiro como São Sebastião, que é um santo forte, resiliente, lutador, perseverante. O mundo vive um momento de muita dificuldade, mas a nossa cidade está abençoada por esse padroeiro especial. Viva São Sebastião, viva o Rio de Janeiro! – afirmou o prefeito.

 

Durante a celebração, Dom Orani Tempesta pediu a São Sebastião que interceda, principalmente, pelo fim da pandemia de Covid-19.

 

Sem procissão

A Trezena começou na sexta-feira passada (07/01), no Santuário Basílica de São Sebastião – Capuchinhos, na Tijuca. Durante 13 dias, a imagem peregrina, levada por Dom Orani, vai percorrer vários pontos da cidade.

Por causa da pandemia, a tradicional procissão pelas ruas do Centro mais uma vez não vai acontecer, para evitar aglomerações e a exposição das pessoas. De acordo com a programação da Arquidiocese do Rio, no dia 20 haverá uma carreata, que sairá da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Santa Cruz, na Zona Oeste, em direção à Catedral de São Sebastião, no Centro, onde será realizada uma missa solene.

 

Quem foi São Sebastião?

São Sebastião foi um leigo e soldado cristão, nascido em Milão, na Itália, por volta do século III, embora haja versões de que tenha nascido em Narbonne, na França.

Nas fileiras romanas, São Sebastião chegou a ser considerado um dos oficiais prediletos do Imperador Diocleciano. Contudo, nunca deixou de ser um cristão convicto e ativo. Denunciado por isso, foi condenado à morte. Amarrado a um tronco, foi atingido por flechas, mas se salvou.

Recuperado, demonstrou coragem e se apresentou novamente ao imperador, censurando-o pelas injustiças cometidas contra os cristãos, e o acusando de inimigo do Estado. Perplexo com tamanha ousadia, Diocleciano ordenou que os guardas o açoitassem até a morte, em 20 de janeiro de 288.

  • 10 de janeiro de 2022
  • Skip to content