Prefeitura distribui cestas básicas para quase três mil idosos em situação de vulnerabilidade

Publicado em 10/07/2020 - 14:13 | Atualizado em 10/07/2020 - 16:00
Serão 8.229 cestas em 3 meses para atendidos nos programas da Secretaria e Envelhecimento Saudável. Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos, vai distribuir cestas básicas para 2.743 idosos em situação de vulnerabilidade alimentar, pelo período de três meses. Desde o início da pandemia de Covid-19, no Rio, a secretaria vem fazendo um trabalho de monitoramento dos idosos atendidos pelos programas da secretaria: Rio Ar Livre, casas de convivência e o programa de transferência de renda da prefeitura. Dos 18 mil idosos entrevistados, por telefone, 2.743 estavam em situação de maior vulnerabilidade e vão receber as cestas.

O recebimento das cestas e o local onde ficarão armazenadas até a entrega final foram vistoriados por funcionários da Secretaria de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos e do Conselho do Idoso do Município do Rio (COMDEPI), responsável pelo financiamento da compra das cestas.

Foi montado um esquema especial de entrega para que estas pessoas idosas não precisem se deslocar para receber a ajuda. As cestas vão conter, além de itens alimentícios, álcool em gel e máscaras de tecido produzidas por frequentadores das casas de convivências que tinham máquinas de costura em casa.

As professoras de artesanato das casas de convivência produziram vídeo-aulas com instruções para a fabricação das máscaras e o tecido fornecido já era o usado nas aulas. Assim, além de ajudar, algumas das frequentadoras das casas ainda ganharam uma atividade para se entreter durante o isolamento.