Orla carioca é reaberta com ação de conscientização sobre a Covid-19

Publicado em 17/01/2021 - 15:41 | Atualizado em 18/01/2021 - 08:22
Mais de 200 profissionais participaram das atividades, orientando a população e distribuindo máscaras - Fernando Maia/Prefeitura do Rio

O calçadão, a pista e a faixa de areia das praias da cidade estão abertos para a prática de atividades físicas e lazer. No entanto, para que o passeio seja feito de forma segura, é necessário seguir as principais medidas de prevenção à Covid-19: uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos. Para orientar a população sobre essas medidas, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social e com a Subprefeitura da Zona Sul, fez neste domingo (17/01) a ação “Saúde na Orla”, na qual agentes abordaram a população com atividades de conscientização nas praias de Copacabana, Ipanema e Leblon.

Mais de 200 profissionais participaram das atividades, orientando a população e distribuindo máscaras para quem não estava usando e oferecendo álcool em gel 70% para a higienização das mãos. Os agentes ainda informaram sobre a importância do distanciamento seguro de pelo menos dois metros entre as pessoas ou grupos familiares, mesmo utilizando máscara, além de explicar sobre o uso do aplicativo de autonotificação Rio Covid-19, disponível para download nas lojas de aplicativos nas plataformas Android e IOS. Os secretários municipais de Saúde, Daniel Soranz, e de Assistência Social, Laura Carneiro, e a subprefeita da Zona Sul, Ana Ribeiro, também estiveram na ação.

  • Este domingo é a reabertura da orla e áreas de lazer na Zona Sul e precisamos massificar a importância do uso de máscara e manter as mãos limpas. Ações de conscientização são essenciais no combate à pandemia. Principalmente neste momento de nova alta de casos – disse Ana Ribeiro.

O secretário Daniel Soranz explicou que as pessoas fazerem exercícios físicos em locais abertos é positivo, e que o risco de transmissão é baixo desde que se respeitem as normas de proteção à vida:

  • A responsabilidade é de cada um de nós, tanto do poder público quanto da população. Não pode haver aglomeração e as pessoas precisam respeitar as normas de proteção à vida, para evitar o risco de contágio. Por isso estamos aqui hoje, orientando a população – disse Soranz, fazendo um alerta:

 

– Se não houver respeito às regras e acontecerem aglomerações, infelizmente a Prefeitura vai ser obrigada a fechar as áreas de lazer novamente.

Para a secretária Laura Carneiro, “é muito importante que todos tomem os cuidados contra a covid-19”. A Secretaria de Assistência Social também está realizando ações nas comunidades, com a campanha “Resenha Contra Covid-19”, em que estão sendo treinadas nessa primeira fase 360 lideranças, que batem papo em bares, bailes, praias, sobre os cuidados sanitários para evitar a doença. Nessa primeira semana da campanha, o treinamento ocorreu em vários bairros e comunidades e a próxima região a receber a resenha será Santa Cruz.

  • Trata-se de vidas humanas, não se pode brincar! Na praia, em qualquer lugar, é máscara, álcool gel e distanciamento! Montamos a campanha de conscientização dos líderes comunitários exatamente para que qualquer conversa, em qualquer lugar, seja principalmente essa – disse a secretária Laura Carneiro.

Agentes informaram sobre importância do distanciamento seguro – Fernando Maia/Prefeitura do Rio

A ação aconteceu ao logo da orla nos postos 1 a 6, 8, 9, 11 e 12, com tendas caracterizadas nos postos da praia. Cada tenda contou com 15 a 20 agentes, que também se deslocaram pela orla e adjacências. As atividades chamaram a atenção dos frequentadores da orla, como Maria José Paulino Lyrio, que estava em Copacabana. Viúva do oficial da Polícia Militar Cosme Ribeiro Lyrio, que morreu de Covid-19 em maio, ela se emocionou com a campanha e chorou muito ao constatar uma manifestação contra a vacina que estava sendo realizada em frente ao Copacabana Palace.

 – Eu perdi meu marido e fiquei completamente sozinha. É muito triste ver as pessoas agora não se importando com a doença e fazendo campanha contra as máscaras e contra a vacinação. Isso me revolta e me deixa muito triste – comentou Maria José.

O morador do Grajaú Dymytryus Pinheiro aproveitou a abertura da orla para levar sua pequena Alice, 2 anos, para um banho de mar.

  • Nesse calor, é muito importante essa reabertura com conscientização – afirmou.

A ação de conscientização na orla faz parte das medidas de proteção à vida, presentes no Plano de Enfrentamento à Covid-19, elaborado pela SMS. Entre as ações, todas alinhadas com os governos estadual e federal, estão abertura de novos leitos de internação, vacinação da população, ampliação da testagem e ativação do Centro de Operações de Emergências em Saúde – COE Covid-19 Rio, que irá monitorar a situação epidemiológica de toda a cidade.

O aplicativo de autonotificação Rio Covid-19 está disponível nos links:

https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.rio.riocovidapp (Android)

https://apps.apple.com/br/app/rio-covid-19/id1546101668 (IPhone)

 

Prefeitura divulga segundo boletim epidemiológico da Covid-19

  • 17 de janeiro de 2021