Intendente Magalhães é palco para desfile de torcidas de futebol

Publicado em 22/04/2022 - 14:04 | Atualizado em 22/04/2022 - 15:43
A escola de samba Flamanguaça foi a primeira ligada aos times de futebol a desfilar em 2022 - Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

Das arquibancadas do Maracanã para a Estrada Intendente Magalhães, na Zona Norte do Rio. Na noite de quinta-feira (21/4), a Flamanguaça deu o pontapé inicial nos desfiles das escolas de samba formadas por torcedores dos quatro times grandes do Rio de Janeiro. Novamente com grande presença do público, o Carnaval na rua foi marcado por muita festa e gritos famosos dos torcedores nos estádios de futebol.

 

– O carioca gosta de samba e futebol. Ambos caminham muito bem juntos. E, importante, caminham na paz. Muito orgulhosa de desfilar na Flamanguaça, uma escola grandiosa por conta da torcida e do Flamengo – disse Camile Macedo, de 17 anos, estreante como porta-bandeira da escola, mas já com a experiência de ter exercido a função aos 11 anos na Acadêmicos do Dendê, também em desfile na Intendente Magalhães.

 

Criada em julho de 2020, a Flamanguaça fez sua estreia no Carnaval, desfilando pelo Grupo de Avaliação com o enredo “Sou resistência! Sou pele preta! Sou a voz da favela que não se cala! Muito prazer, sou Flamanguaça”, do carnavalesco Amarildo de Melo. A escola foi recebida pelo público com cânticos da torcida rubro-negra e o hino do clube. Um torcedor, no playground de um prédio próximo, passou todo o desfile agitando uma bandeira do time.

 

– Integro a torcida Flamanguaça desde 2011. Estamos apreensivos e nervosos por ser o primeiro desfile da escola. Mas temos certeza de que vai ser bonito e o apoio da torcida vai ser importante para nos deixar mais confiantes. Será uma apresentação inesquecível – declarou Vinicius Bauer, de 38 anos, integrante de uma das alas da escola minutos antes de o desfile começar.

 

O público compareceu em peso para acompanhar os desfiles – Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

 

Nesta sexta-feira (22/4), mais duas escolas representantes de torcida vão marcar presença na Intendente Magalhães. Pela Série Bronze, a primeira a desfilar será a União Cruzmaltina, criada em junho de 2019 e ligada ao Vasco. O enredo chama-se “O meu coração é a tua morada”, uma homenagem do carnavalesco Rodrigo Almeida à torcida do clube.

A segunda escola a desfilar será a Guerreiros Tricolores, fundada em julho de 2019 por torcedores do Fluminense. Para agitar a Intendente Magalhães, os carnavalescos Pedro Machado e Raphael Homem idealizaram o enredo “Forjados nas cores do guerreiro, nosso lema é vencer ou vencer!”.

Na sexta-feira (29/4), na Série Prata, as torcidas de futebol voltam para a Intendente Magalhães com mais duas escolas. O Flamengo será novamente representado, desta vez pela Raça Rubro-Negra, criada em setembro de 2019. O carnavalesco Jorge Knawer reeditou o enredo “Aquarela Brasileira”, do Império Serrano, de 1964.

O dia de desfiles será encerrado pelo Botafogo Samba Clube. A escola do Alvinegro foi criada em julho de 2018 e apresentará o enredo “João Saldanha: um apaixonado pela verdade, caminhando em tempos de ilusão”, uma homenagem ao falecido jornalista, escritor e técnico de futebol. O humorista Marcelo Adnet é um dos carnavalescos, ao lado de Ricardo Hessez.

Quem fecha os desfiles das escolas de samba ligadas ao futebol é a Imperadores Rubro-Negros, pelo Grupo de Acesso B, no domingo (1/5). Fundada em junho de 2018, a escola de torcedores do Flamengo vai apresentar o enredo “Olele, olele, uma herança do continente africano”, do carnavalesco Sandro Rauly.

Nos desfiles da Série Prata de sábado (30/4) e Grupo de Acesso C no domingo (1/5), não haverá apresentação de escolas ligadas aos times de futebol.

Estrutura

Os desfiles das escolas na Intendente Magalhães contam com queima de fogos, nova iluminação e toda a estrutura da Prefeitura do Rio, como garis da Comlurb e equipes da Saúde e da Guarda Municipal. Nas barraquinhas, o cardápio é variado, com churrasquinho, salgados, batata frita, frango empanado, churros, cachorro-quente, carne de sol com aipim e milho cozido.

 

Garis da Comlurb faziam a limpeza da rua ao fim de cada apresentação das escolas – Marcelo Piu/Prefeitura do Rio
  • 22 de abril de 2022