Guardas municipais prendem mulher por furto de 111 medicamentos e flagrante de calote na estação do BRT

Publicado em 01/06/2020 - 12:32 | Atualizado
Guardas municipais apresentam material roubado em farmácia. Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio
Guardas municipais do programa Lixo Zero prenderam, em flagrante, no domingo (31/05), uma mulher de 24 anos após calote na estação do BRT Gláucio Gil, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. Além de ser multada por não pagar a passagem, ela foi detida por ter furtado 111 medicamentos da farmácia Pague Menos, que fica próxima à estação. Entre os diversos produtos, havia remédios para dor, febre e descongestionante.

Os guardas atuavam no serviço de fiscalização da evasão da passagem, por volta das 18h, quando perceberam que a passageira entrou no ônibus sem pagar a tarifa. De acordo com eles, a mulher ficou muito nervosa ao ser abordada e acabou confessando que tinha furtado da farmácia os produtos que estavam em uma sacola.

Câmeras registraram roubo em farmácia

Diante da confissão, os guardas levaram a mulher até a farmácia, onde os fatos foram confirmados por um  funcionário da loja, após checar imagem das câmeras do circuito interno do estabelecimento.

No momento da abordagem, a mulher se apresentou com um nome, mas, ao chegar à delegacia, ela foi identificada corretamente, e ficou constatada uma passagem por furto em 2019. A ocorrência foi registrada na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) como furto e falsidade ideológica. Ela ainda recebeu multa de R$ 170 reais por acessar a estação sem o pagamento da passagem no BRT.

A fiscalização é realizada com base na lei nº 6.299, de 3 de dezembro de 2017, que estabelece penalidades aos usuários do BRT que não efetuarem o pagamento espontâneo da tarifa ao utilizar o serviço. As multas previstas são de R$ 170,00 (cento e setenta reais) e de R$ 255,00 (multa mais 50%), no caso de reincidência.