Gari da Comlurb que estuda o descarte de resíduos na cidade é medalhista no jiu-jitsu

Publicado em 06/07/2021 - 07:00 | Atualizado em 05/07/2021 - 22:25
O gari Alencar Lúcio de Oliveira Sobrinho - Arquivo Pessoal

Na Comlurb, o gari Alencar Lúcio de Oliveira Sobrinho faz parte da turma que desenvolve os estudos de gravimetria (caracterização) dos resíduos sólidos, uma pesquisa que permitirá traçar os hábitos e padrões de consumo e de descarte de lixo pela população. Mas, quando não está a serviço da companhia, sua meta é garantir títulos. O mais recente foi conquistado no dia 20 de junho, ao vencer a Copa Alfabarra de Jiu-Jitsu 2021, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Alencar é participante da equipe Fábrica de Monstro – INFIGHT e competiu na categoria faixa roxa.

O gari, que atualmente tem a função de encarregado na Comlurb, trabalha desde que passou no concurso da companhia, em novembro de 2008, na Gerência de Pesquisa Aplicada, em Vargem Grande, também na Zona Oeste.

 

– O estudo gravimétrico também é usado pela Companhia na questão da coleta, para escolher que tipo de caminhão pode ser usado na localidade. Se vai usar um veículo menor ou um maior e também a quantidade de garis para suprir a necessidade da população, evitando gastos desnecessários e amenizando o impacto ambiental – explica Alencar.

 

Como atleta, ele conta que já era praticante de kickboxer quando resolveu entrar para o jiu-jitsu, há seis anos, depois de uma cirurgia no pé devido a um acidente de moto. A intenção com o novo esporte era não forçar muito o local da cirurgia, já que o kickboxer exigiria mais o uso do pé naquele momento. No primeiro campeonato que participou, em 2016, já recebeu a primeira medalha. De lá para cá foram muitas, entre elas: Brasileiro 2017 e 2018 (Bronze na faixa Azul); Brasileiro 2019 (Prata na faixa Roxa); Brasileiro 2021 (Ouro na faixa Roxa); e Taça Rio 2018 e 2019 (Ouro na faixa Azul).

 

Alencar e o filho, Guilherme – Arquivo Pessoal

 

Alencar é casado há 19 anos, tem um filho de 11, o Guilherme, e mora em Sepetiba, Zona Oeste do Rio. Desde que entrou na Comlurb, já fez os cursos técnico em Química e de graduação em Gestão Ambiental.

 

– Muitas dessas conquistas atribuo ao incentivo da gerência que sempre apoiou quem queria estudar. Antes da Comlurb, trabalhei como auxiliar de serviços gerais. Sou gari, mas há três meses fui agraciado com um cargo de confiança, de encarregado – conta Alencar.

 

O foco do novo encarregado agora é vencer o Internacional de Master e o Sul Americano, que acontecem respectivamente neste mês e em agosto. O sonho é competir nos Estados Unidos.

  • 6 de julho de 2021