Estátua de São Sebastião é limpa para comemorar o dia do Padroeiro do Rio

Publicado em 20/01/2021 - 11:14 | Atualizado
Lavagem da estátua de São Sebastião, padroeiro do Rio de Janeiro - Divulgação/Prefeitura

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Conservação (Seconserva), fez a limpeza da estátua de São Sebastião, que fica na Praça Luís de Camões, na Glória. A escultura do santo padroeiro da cidade, instalada em 1965, é do artista Dante Crossi e executada em argamassa. Já o pedestal foi confeccionado em granito, retirado de uma pedreira do Alto da Boa Vista.

Para o serviço, executado nesta terça (19), a equipe da Seconserva precisou de um andaime, pois somente a estátua tem 13 metros de altura. Na retirada da sujeira foi usada uma lavadora de baixa pressão, a fim de não desgastar a peça. De forma a preservar o monumento, não é permitida a aplicação de produtos químicos durante o processo de limpeza. Funcionários da Comlurb usaram uma ceifadeira no gramado que fica no entorno da imagem.

Histórico

Uma curiosidade a respeito do monumento: na data prevista para a inauguração, 20 de janeiro de 1965, a estátua ainda não estava pronta. Por isso, foi feita uma solenidade improvisada, usando um protótipo em gesso da escultura. Atualmente, esse modelo se encontra no Museu da Cidade, guardado como uma relíquia.

Em 21 de agosto de 1965, dia em que a estátua foi finalmente inaugurada, estava prevista uma missa campal, suspensa por conta da forte chuva que caiu. Também foram canceladas as flores que seriam jogadas sobre o local por aviões da Força Aérea Brasileira.

Em 1996, a escultura foi cercada, a fim de coibir a ação de vândalos.

  • 20 de janeiro de 2021