Drone falante da Prefeitura estreia em ação do Disk Aglomeração em Campo Grande

Publicado em 16/04/2020 - 18:35 | Atualizado em 16/04/2020 - 18:56
Drone falante alerta para que não haja aglomeração na ruas da cidade. Foto: Marco Antônio Rezende/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), realizou nesta quinta-feira, 16/04, a primeira ação do Disk Aglomeração com o auxílio de um drone equipado com alto-falante para orientar a população sobre a importância de ficar em casa e, se precisar sair, manter distância de outras pessoas, conforme orientação do Ministério da Saúde. O sobrevoo experimental de estreia foi no calçadão de Campo Grande, o bairro mais demandado pelo serviço municipal de dispersão de grupos de pessoas.

O equipamento sobrevoou a área do entorno do relógio do calçadão, flagrando grande circulação de pessoas no local, e auxiliou no reforço das orientações passadas ao público pelos guardas municipais e dos policiais militares do Disk Aglomeração. O uso da tecnologia aliada ao combate à Covid-19 chamou a atenção de alguns cidadãos, chegando a provocar curiosidade no momento da decolagem do aparelho, concentração logo dispersada pelos agentes.

Em duas semanas, mais de dois mil atendimentos

Lançado há duas semanas, o Disk Aglomeração realizou, até ontem (15/04), 2.260 atendimentos. Os bairros com mais chamados foram: Campo Grande, Realengo, Bangu, Centro, Santa Cruz, Tijuca, Copacabana, Taquara, Barra da Tijuca e Madureira.

A utilização do drone é resultado da integração entre IplanRio, Casa Civil e Centro de Operações Rio (COR). Além de emitir os alertas, o equipamento vai ajudar no monitoramento da cidade, pois suas imagens serão transmitidas em tempo real para a base operacional do Riocentro, onde funciona o Gabinete de Crise da Prefeitura, e para o COR, na Cidade Nova.

O Disk Aglomeração funciona com base em chamados para a Central 1746 e, há uma semana, utiliza sinais de celulares para detectar pontos de aglomeração, por meio de parceria com a operadora de telefonia TIM e o COR. A partir daí, caso sejam verificadas grandes concentrações em áreas públicas que possam representar risco de propagação do novo coronavírus, o drone falante poderá ser enviado ao local. Para saber mais sobre o funcionamento do Disk Aglomeração, acesse: https://bit.ly/2JX4CUV.