Defesa Civil Municipal interdita Bloco 1 do Hospital de Bonsucesso

Publicado em 30/10/2020 - 12:58 | Atualizado em 30/10/2020 - 15:58
Eduardo Pierre, coordenador técnico da Defesa Civil, fala sobre interdição de parte do Hospital Geral de Bonsucesso Crédito: Divulgação/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Defesa Civil municipal, vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), interditou, nesta sexta-feira, 30/10, o Bloco 1 do Hospital Federal de Bonsucesso, afetado pelo incêndio da última terça-feira (27/10).

A medida foi tomada por conta de risco estrutural e de instalações, complementando a vistoria parcial da quinta-feira, 29/10, quando já havia sido interditado o Centro de Imagens, anexo ao Bloco 1, onde começou o fogo.

– Conseguimos ter acesso ao Bloco 1 e notamos que existe risco no que diz respeito a instalações e na parte civil. Por isso fizemos uma nova interdição. A administração do hospital foi informada para que proceda a imediata recuperação e eliminação dos riscos – explicou Eduardo Pierre, coordenador técnico da Defesa Civil Municipal.

As demais áreas da unidade, fora do alcance do sinistro, não foram alvo da vistoria do órgão, e permanecem liberadas para uso a critério da administração do hospital.

Transferidos para a rede municipal de saúde

Das transferências realizadas para a rede municipal de saúde, 27 pessoas permanecem internadas. Ao todo, 44 pacientes foram para 14 unidades municipais. Desses, 15 tiveram alta e dois faleceram – uma mulher de 73 anos e um homem de 70, que haviam sido levados em estado grave para os hospitais Souza Aguiar e Ronaldo Gazolla, respectivamente.

A Secretaria Municipal de Saúde ofereceu vagas em suas unidades, profissionais e ambulâncias para transferências de pacientes do Hospital Federal de Bonsucesso, após incêndio ocorrido na terça-feira.

O Hospital de Campanha da Prefeitura, no Riocentro, que nunca foi desativado, disponibilizou 64 leitos, sendo 50 de enfermaria e 14 de terapia intensiva, para pacientes transferidos. Nove ambulâncias (três básicas, duas UTI e quatro cegonha) da SMS atuaram nas transferências.

GM dá apoio às equipes

A Guarda Municipal mantém seis agentes atuando no patrulhamento e no controle de trânsito do entorno do Hospital Federal de Bonsucesso. Os guardas municipais orientam motoristas e pedestres e dão apoio às equipes que atuam no hospital. No momento do incêndio, na terça-feira, dia 27, o esquema da Guarda Municipal envolveu 54 agentes ao longo do dia, incluindo guardas motociclistas, que trabalharam como batedores auxiliando o deslocamento das ambulâncias para agilizar a transferência de pacientes para outros hospitais da rede pública de saúde.

Todas as vias já liberadas

O Centro de Operações (COR) e a CET-Rio informam que já não há mais interdições nas vias próximas ao hospital. Todas estão liberadas ao tráfego de veículos.

Link de Vídeo:
https://www.flickr.com/gp/188084983@N05/48965U

 

 

  • 30 de outubro de 2020