Cuidar da Cidade chega a Realengo com mais de 400 ações, para beneficiar 15 mil moradores

Publicado em 09/08/2019 - 11:19 | Atualizado em 11/08/2019 - 15:59
No Cuidar da Cidade em Realengo, retoque no calçamento de pedras portuguesas. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do RioNo Cuidar da Cidade em Realengo, retoque no calçamento de pedras portuguesas. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, levou nesta sexta-feira, 9 de agosto, o Cuidar da Cidade a 50 ruas de Realengo, na Zona Oeste. São pelo menos 445 ações, a partir de pedidos de moradores feitos pela Central 1746, o que vai beneficiar cerca de 15 mil pessoas. A Prefeitura realizará 13 tipos diferentes de serviços em mais essa edição – a 23ª – do programa de zeladoria, criado no início do ano e que já solucionou mais de 18 mil demandas da população em 20 bairros.

– No polígono aqui (ao redor da Praça Padre Miguel), vamos tapar 160 buracos e fazer o calçamento, porque há muitos pedaços de calçadas quebrados. Vamos trocar bancos, mesas e 57 lâmpadas. Vamos trabalhar muito na Zona Oeste. A Zona Oeste é nosso foco. Há muita coisa a ser feita aqui. O Rio está saindo da crise, vamos investir muito nesses bairros. Tenho certeza de que a população vai ver e reconhecer o nosso esforço – afirmou Crivella.

O Cuidar da Cidade se baseia em pedidos de moradores ao 1746, e a partir dessas demandas leva serviços de zeladoria aos bairros. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio
O Cuidar da Cidade se baseia em pedidos de moradores ao 1746, e a partir dessas demandas leva serviços de zeladoria aos bairros. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio

O polígono de atuação é o das ruas Marechal Soares de Andrea e Cardoso Martins e o entroncamento das ruas Capitão Teixeira e Professor Carlos Wenceslau, com seus entornos, além da Praça Padre Miguel. Nesses locais se concentra a maioria das demandas. Entre os serviços estão poda de árvores, conserto de calçadas, melhoria de sinalização, troca de iluminação pública, limpeza de bueiros, combate a vetores e remoção de carcaças de veículos, lixo doméstico e entulhos. Mas a principal solicitação dos moradores é recapeamento asfáltico (foram 164 pedidos ao 1746).

Árvore nova vai gerar sombra maior em praça

Durante sua visita, Crivella plantou uma árvore, da espécie Sibipiruna. De acordo com o diretor de Arborização da Fundação Parques e Jardins, a Sibipiruna tem raízes profundas e copa frondosa, o que dará mais sombra à praça, refrescando o ambiente.

A artesã Leila Lau, de 60 anos, disse que as melhorias do Cuidar da Cidade chegam em boa hora.

– Estávamos aguardando por essa atenção especial. Esses serviços são extremamente importantes para nós, moradores. A revitalização da Praça Padre Miguel trará novos ares, principalmente para crianças e idosos – comentou.

Henrique leva a cadela Luna para vacinar contra raiva em ação da Subsecretaria de Vigilância Sanitária no Cuidar da Cidade em Realengo. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio
Henrique leva a cadela Luna para vacinar contra raiva em ação da Subsecretaria de Vigilância Sanitária no Cuidar da Cidade em Realengo. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio

Outro morador, Henrique de Lima, de 25 anos, aproveitou para vacinar a cadela de estimação, Luna, uma pastora alemã, contra a raiva. Ao todo, 400 vacinas foram disponibilizadas.

– Facilitou a minha vida, pois, por falta de tempo, estava protelando a vacinação. Praticamente na porta de casa, ficou mais fácil – elogiou.

Programa envolve dezenas de secretarias e órgãos públicos

Funcionário da Comlurb pinta brinquedos do parquinho infantil da Praça Padre Miguel, em Realengo. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio
Funcionário da Comlurb pinta brinquedos do parquinho infantil da Praça Padre Miguel, em Realengo. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio

Criado em janeiro pelo prefeito e desenvolvido pela Secretaria Municipal da Casa Civil, em conjunto com o Centro de Operações Rio (COR) e a Central 1746, o mutirão de zeladoria estabelece um calendário de ações que mobiliza órgãos municipais como Secretaria de Conservação (Seconserva), Saúde e Educação; Comlurb; Rioluz; Fundação Parques e Jardins; CET-Rio; Vigilância Sanitária; e Guarda Municipal, entre outros.

O programa Cuidar da Cidade já passou pelos seguintes locais:

ZONA NORTE:

– Tijuca/Praça Afonso Pena

– Tijuca/Praça Saens Peña

– Ilha do Governador/Ribeira

– Ilha do Governador/Pitangueiras

– Rocha Miranda

– Méier

– Vigário Geral

– Pavuna

– Penha

ZONA OESTE:

– Bangu

– Padre Miguel

– Santa Cruz

– Campo Grande

– Cidade de Deus

– Inhoaíba

– Campo Grande / Conjunto da Marinha

– Vila Valqueire

– Pechincha

– Paciência

– Anil

– Realengo

ZONA SUL:

– Leblon

CENTRO.