Coronavírus: Prefeitura recebe adiantamento de R$ 87 milhões do governo federal para combate à doença

Publicado em 10/04/2020 - 18:29 | Atualizado em 11/04/2020 - 09:22
Seu Hélio volta para casa após 37 dias de internação. Foto: Mariana Ramos/ Prefeitura do Rio

O prefeito Marcelo Crivella anunciou nesta sexta-feira (10/04) o adiantamento de R$ 87 milhões do governo federal ao município para gastos no enfrentamento à pandemia. Ao lado do senador Flávio Bolsonaro, em visita ao hospital de campanha do Riocentro, o prefeito explicou que os recursos serão destinados a equipar leitos para o tratamento da Covid-19.

– A liberação destes recursos é importante porque a arrecadação de todos os municípios caiu muito. Com esse adiantamento, poderemos criar mais leitos no hospital de campanha e no Ronaldo Gazolla – afirmou Crivella.

Senador Flávio Bolsonaro aprova hospital de campanha

Após visitar ao lado de Crivella as obras no hospital de campanha, o senador Flávio Bolsonaro elogiou o trabalho da Prefeitura:

– O trabalho é impressionante. É importante mostrar que estamos agindo com seriedade, responsabilidade e preparados para qualquer cenário que venha a acontecer. Eu dizia ao prefeito na visita que vamos pedir a Deus para que, por mais que tenhamos montado toda essa estrutura, usado todos esses recursos, nós não tenhamos a necessidade de ter todos esses leitos ocupados com pacientes – afirmou o senador, que chegou ao Riocentro acompanhado do gestor do gabinete de crise e secretário de Ordem Pública, Gutemberg Fonseca.

Hospital de campanha quase pronto

Com 90% das obras concluídas, a unidade terá 500 leitos para pacientes com o novo coronavírus, sendo 400 de clínica médica e 100 de UTI. Haverá também um pequeno centro cirúrgico. Essa instalação funcionará no Pavilhão 3 do centro de convenções e está sendo erguida pela Prefeitura do Rio.

Cestas básicas e ajuda do governo federal

O senador Flávio Bolsonaro reforçou ainda a informação de que a Defesa Civil nacional está destinando 470 mil cestas básicas para a Prefeitura do Rio disponibilizar às pessoas em situação de dificuldade financeira por falta de trabalho nesse momento de afastamento social.