Agentes da Seop impedem festa em Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte

Publicado em 29/06/2020 - 07:48 | Atualizado
Agentes da Seop impedem festa na Zona Norte. Foto: Divulgação / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), impediu, na noite deste domingo, dia 28/06, a realização de um evento não autorizado em Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte. A festa “No sigilo, a resenha” aconteceria em um salão nos fundos de uma casa, na Rua Apa, com apresentação de DJs e churrasco, ao custo de R$ 10 a entrada. Este é o quarto evento clandestino interrompido, em oito dias, pelo Disk Aglomeração, serviço coordenado pela Seop para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O proprietário do imóvel foi qualificado e notificado.

A ação foi deflagrada após denúncias feitas ao canal 1746 e investigação do setor de inteligência da Seop, e contou com agentes da Subsecretaria de Operações (Subop) da pasta, guardas municipais, fiscais da Secretaria Municipal de Fazenda e policiais militares contratados na folga pela Prefeitura, além do apoio do 41º BPM (Irajá). No local, as equipes encontraram montada toda a estrutura necessária para a festa irregular, como equipamentos de som e iluminação, mesas e cadeiras, lona e até copos que seriam usados como refil. Os copos foram apreendidos e todo o evento desmobilizado.

Histórico – Na noite da última quinta-feira, dia 25, equipes do Disk Aglomeração impediram um evento em Campo Grande, na Zona Oeste. A festa “Forró de Quinta” seria em um bar na Rua Filismino de Moura, com direito a estrutura de áudio profissional e área gradeada. No domingo, dia 21, uma festa de rua no bairro Colégio, na Zona Norte, também foi frustrada pelos agentes, e no sábado, dia 20, evitou-se um show (pago) de DJs em sítio particular em Guaratiba, na Zona Oeste.

Números gerais – O Disk Aglomeração já atendeu 10.124 ocorrências desde 31 de março, quando entrou em operação o serviço para dispersar grupos de pessoas, com base em chamados ao canal 1746 (telefone, site ou aplicativo). Os dez bairros mais demandados são: Campo Grande, Realengo, Bangu, Santa Cruz, Barra da Tijuca, Taquara, Tijuca, Centro, Copacabana e Recreio dos Bandeirantes.