SMASDH premia ganhadores do Palavra Viva

Publicado em 06/11/2019 - 22:34 | Atualizado em 06/11/2019 - 22:38

Uma tarde com muita música, dança e arte, assim foi o final do Concurso Palavra Viva 2019.

Há cinco anos a Secretaria Municipal de Direitos Humanos (SMASDH) realiza o Concurso Palavra Viva. O projeto tem a finalidade de estimular a prática de leituras e a cultura das crianças e adolescentes assistidos pela Assistência.

A segunda etapa do Programa aconteceu hoje na sala Baden Power, no bairro de Copacabana. Foram premiados 75 participantes do concurso, que mais se destacaram na produção das redações e desenhos.

Ao todo foram mil participantes entre crianças e adolescentes, que estão em acolhimento institucional (abrigos públicos e conveniados do município) ou familiar (Família Acolhedora), além de Adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto (liberdade assistida e prestação de serviços à comunidade), crianças e adolescentes atendidos pelos CRAS, por meio de serviços de convivência e fortalecimento de vínculos, bem como crianças e adolescentes assistidos no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI).

“O estimulo à leitura e à produção de arte é de muita importância para ampliar a visão de mundo do jovem, além de mantê-lo ocupado e focado em atividades que vão gerar uma bagagem cultural para o resto da vida. Estou muito orgulhoso de participar desse momento” – afirmou o secretário João Mendes.

A defensora pública Eufrásia Souza se colocou à disposição para dar cada vez mais apoio ao projeto da SMASDH, e disse que o Concurso Palavra Viva é uma forma de garantir o direito da criança e do adolescente de se expressar através da redação e do desenho.

‘’Estou muito feliz em ser premiada neste concurso. Eu já gostava muito de ler e participar do concurso, o que me estimulou ainda mais a minha leitura” – afirma Kauanne Victória.

O evento contou com a apresentação dos grupos artísticos Cameratas Laranjeiras, BR Ninjas e Segundo Movimento.