SMASDH diploma 26 formandos do curso de empreendedorismo

Publicado em 20/12/2018 - 15:09 | Atualizado em 08/03/2019 - 15:14

As aulas são frutos de parcerias com faculdades particulares, Sebrae e Vigilância Sanitária.

 

A turma da zona oeste do Rio recebeu das mãos do secretário da Assistência Social e Direitos Humanos, João Mendes de Jesus, o diploma do curso de empreendedorismo comunitário, na manhã de hoje, no Palácio Madureira. A cerimônia contou com a presença dos professores que ministram as aulas na Faculdade São José em parceria com o Sebrae, uma agente da Vigilância Sanitária, representando a subsecretária Márcia Rolim, a subsecretária Regina Santos, coordenadora de área e dos equipamentos da região, além dos familiares e amigos dos formandos.
O curso de empreendedorismo é totalmente gratuito, oferecido pela Prefeitura através da SMASDH, com o apoio de faculdades particulares. Os professores e o espaço são cedidos para que alunos cadastrados e direcionados pelos equipamentos ou em ações da pasta tenham um incentivo e direcionamento para impulsionar seus negócios. Além disso, também há um apoio da Vigilância Sanitária que orienta sobre o manuseio e armazenamento de alimentos para aqueles que atuam na área da gastronomia.
“Sabemos que estamos vivendo momentos difíceis, onde a falta de emprego para todos é uma realidade. Pensando nisso, a Secretaria tem buscado parcerias para integrar os atendidos da pasta ao mercado de trabalho e incentivar aqueles que têm algum dom, seja de trabalhos manuais, gastronomia, entre outros. Essa parceria com as universidades para promover o empreendedorismo é uma grande conquista. Temos bons resultados e pessoas que conseguiram impulsionar seus negócios e transformaram suas produções em fonte de renda.” – enfatizou o secretário João Mendes de Jesus.
Neste ano, ex-alunos formados participaram pela primeira vez da Feira da Providência, evento conhecido mundialmente pela diversidade de produtos artesanais, moda e gastronomia, além de movimentar o mercado econômico e turístico da cidade.
Para Rita de Cássia Batista, de 52 anos, o curso foi essencial para direcionar o negócio que começaram reciclados. A nova empreendedora é artesã de reciclados há dez anos e conheceu o curso através do CRAS Vila Moretti, em Bangu.  Emocionada, na companhia dos pais, ela recebeu o diploma das mãos do secretário João Mendes e disse que esse era o marco de uma grande vitória: “Agora vou colocar em prática tudo que aprendi na sala de aula, mas desde os primeiros ensinamentos tenho visto como estou conseguindo ampliar minhas vendas. A questão do saber administrar é fundamental” — completou a artesã.Após a cerimônia de entrega de diplomas, os alunos participaram de uma festa de confraternização com bolo, doces e salgadinhos.