Secretaria de Assistência Social viabiliza trajeto de idosos em situação de vulnerabilidade aos postos de vacinação

Publicado em 06/02/2021 - 22:14 | Atualizado em 06/02/2021 - 22:18
Florencênia Maria Monteiro, de 90 anos, recebeu a primeira dose da vacina contra Covid-19 - Divulgação/Prefeitura do Rio

Os idosos em situação de vulnerabilidade estão no alvo da Secretaria de Assistência Social, que está viabilizando seu trajeto até os locais de vacinação contra a Covid-19. Essa semana, os maiores de 90 anos foram o público prioritário na imunização. De acordo com a secretária Laura Carneiro, a ideia é mapear as pessoas que não estão cadastradas nos programas sociais e facilitar o acesso delas aos postos para serem vacinadas.

– Nossas equipes estão buscando também os idosos que não estão cadastrados nos programas sociais e que não tem condições socioeconômicas para chegar aos locais de vacinação – afirmou.

Thereza Ramos de Almeida, de 92 anos, Beatriz Dias, de 91 anos, e Florêncenia Maria Monteiro, de 90, foram três idosas que conseguiram chegar aos postos de vacinação através da ajuda da secretaria. Um levantamento da Secretaria Municipal de Assistência Social já identificou, entre outras, uma idosa de 101 anos, moradora do Complexo do Alemão sem condições de chegar à vacinação.

– As equipes dos nossos CREAs e CRAs – os centros de referência da rede de assistência social – acompanharão esses idosos que serão transportados aos pontos de vacinação. . Chegando ao local, esses idosos serão imunizados no próprio veículo no qual foram transportados – explicou a secretária.

As mais de 25 mil pessoas acima de 80 anos, do Rio, e em situação de vulnerabilidade, a maioria abaixo da linha da pobreza, seguirão sendo vacinados contra a Covid-19 em ação especial da Prefeitura até o dia 20 de fevereiro.

– São aqueles que correm mais risco, que têm filhos e netos que usam transporte público diariamente para trabalhar e que, muitas vezes, não têm nem capacidade para verbalizar suas dores” – descreveu o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, após reunião com a secretária de Assistência Social, para estruturar o trabalho.

O secretário ressaltou ainda que os idosos acamados serão vacinados nas suas casas por equipes da Saúde. O parente responsável deve procurar a unidade de saúde mais próxima de casa, onde receberá todas as orientações sobre a vacinação. Quem tiver acessibilidade digital, pode informar-se na plataforma http://subpav.org/ondeseratendido.

  • 6 de fevereiro de 2021