Prefeitura inaugura mais duas Cozinhas Comunitárias Cariocas na cidade

Publicado em 27/06/2022 - 15:33 | Atualizado
A Secretaria de Assistência Social inaugurou as cozinhas comunitárias da Vila Kennedy e Tanque - Fabio Costa/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, inaugurou, nesta segunda-feira (27/6), mais duas Cozinhas Comunitárias Cariocas, do programa Prato Feito Carioca. Às 10h, foi a da Vila Kennedy, quando a primeira família a receber as refeições foi a de Marlene Marçal da Silva, de 61 anos, que mora com uma das três filhas e mais seis netos, e acorda todo dia às 2h da madrugada para fazer café e ir vender na Central do Brasil.

 

– Estou desempregada desde 2004. Naquele tempo tinha carteira assinada como auxiliar de serviços gerais – contou ela. A filha tenta acessar renda como camelô, mas desde a pandemia as vendas caíram muito.

 

Às 12h30, foi inaugurada a Cozinha Comunitária Carioca no Tanque, na região de Jacarepaguá, onde Marli Santana Abrahão, de 71 anos, recebeu a primeira refeição junto com o filho Matheus, de 28 anos, portador de síndrome de Down. A família não tem renda.

Os 47 CRAS da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) são responsáveis pela seleção do público para receber gratuitamente as refeições das Cozinhas Comunitárias Cariocas por toda a cidade. Famílias com renda mensal per capita de até R$ 105,00 têm direito ao benefício. De acordo com levantamento da SMAS a procura pelos serviços dos CRAS aumentou 110% entre janeiro e maio deste ano, comparado ao mesmo período do ano passado.

 

– A pandemia e o agravamento da crise econômica levaram um número muito maior de famílias para atendimento na Assistência Social. As pessoas estão passando fome, e este programa foi elaborado para conseguirmos diminuir tudo isso num momento tão difícil – declarou a secretária municipal de Assistência Social, Maria Domingas Pucú.

 

A previsão é de que cada cozinha sirva 5.600 refeições por mês. Serão inauguradas mais nove cozinhas até o início de julho. Entre esta terça-feira (28/6) e quinta-feira (30/6) os bairros de Costa Barros, Guaratiba, Campo Grande, Bento Ribeiro, Pavuna e Senador Camará vão ganhar suas Cozinhas Comunitárias Cariocas. Já foram inauguradas as da Mangueira, Andaraí, Realengo e Anchieta.

As cozinhas nas comunidades são qualificadas, equipadas e integradas ao Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Cada uma dessas instalações recebe apoio operacional e técnico da Prefeitura para oferecer refeições nutritivas e balanceadas, com respeito às normas de manipulação de alimentos do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária. A Secretaria de Assistência Social fornece equipamentos, alimentos e todas as cozinhas têm equipes constituídas por coordenador, nutricionista, assistentes, estagiários e técnicos. E o “cozinheiro solidário” atua como grande articulador local.

Embora previstas pelo Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan), criado em 2006, as cozinhas comunitárias nunca foram implementadas de forma sistemática como programa de governo em nenhuma cidade brasileira. Têm a vantagem de oferecer alimentação na própria comunidade onde vivem famílias vulneráveis. E integram, na cidade do Rio, um programa global que também inclui o Cartão Prato Feito Carioca.

A entrega do cartão magnético Prato Feito Carioca, a partir de 1º de julho, garantirá uma refeição gratuita por dia para trabalhadores informais inscritos no CadÚnico (Cadastro Único dos programas sociais federais), com renda mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210,00.

  • 27 de junho de 2022
  • Skip to content