Prefeitura entrega certificados de qualificação a 32 novos empreendedores comunitários

Publicado em 20/12/2019 - 13:33 | Atualizado em 20/12/2019 - 14:54
Os novos empreendedores comunitários receberam certificados no Palácio da Cidade. Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, entregou nesta sexta-feira, 20 de dezembro, certificados a 32 alunos do curso de Empreendedorismo Comunitário, do segundo ciclo de 2019, promovido pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH). Oferecido pela Prefeitura desde 2003, o curso busca identificar e desenvolver potencialidades e competências para a geração de trabalho e renda, transmitindo conhecimentos sobre gestão e administração de negócios.

O secretário de Assistência Social e Direitos Humanos, João Mendes de Jesus, enalteceu a importância dos certificados.

– Através do empreendedorismo, vocês ganham autonomia, cidadania e, sobretudo, geram mais renda familiar – lembrou o secretário, em cerimônia no Palácio da Cidade, em Botafogo.

Os cursos de empreendedorismo comunitário são ministrados em universidades parceiras da SMASDH. São voltados para maiores de 18 anos, que participam de programas de assistência social da Prefeitura e desejam abrir seu próprio negócio ou que já desenvolvem uma atividade por conta própria e vêm encontrando dificuldade no seu desenvolvimento.

 

Júlia de Oliveira Cunha, de 23 anos, destacou a importância dos ensinamentos que recebeu e vai abrir seu próprio negócio. Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

 

A carga horária do curso é de 104 horas, distribuídas em três meses, com aulas duas vezes por semana. Em parceria com o Centro Universitário São José, Sebrae/RJ, Unicarioca e Secretaria Municipal de Saúde, além do conteúdo voltado para o empreendedorismo, também há módulos que abordam a formação cidadã, ética no trabalho, políticas sociais, direitos fundamentais, entre outros. Para aqueles que atuam no segmento da alimentação, o curso também oferece um módulo sobre manipulação de alimentos, que é ministrado por profissionais da Vigilância Sanitária.

O professor de jiu-jitsu, Isaías da Cunha Souza, de 45 anos, disse que o curso vai lhe ajudar a abrir uma academia.

– É um sonho antigo. Mas não tinha noção de como proceder para abrir esse negócio. Agora estou bem orientado e seguro – agradeceu Isaías.

 

O professor de jiu-jitsu, Isaías da Cunha Souza, de 45 anos, disse que o curso vai lhe ajudar a abrir uma academia. Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

 

Júlia de Oliveira Cunha, de 23 anos, também destacou a importância dos ensinamentos que recebeu.

– Vendo trufas de porta em porta. Em breve, porém, com as orientações que tive, vou abrir minha própria loja. Já estou mais que decidida, pois sei que não vou ter prejuízos, seguindo as dicas de vendas e economia – adiantou.

Após o curso, quem é do segmento do artesanato e confeitaria tem a oportunidade de participar da Feira do Empreendedor Comunitário. Neste projeto, o intuito é promover a capacitação continuada e disponibilizar espaços para a comercialização de cada produto, que ocorre no Cass (sede da Prefeitura), duas vezes ao mês. Há também participações em eventos externos, como a Feira da Providência.