Prefeitura do Rio distribui máscaras para população na Zona Norte

Publicado em 19/05/2020 - 18:49 | Atualizado
Em menos de 2 horas, cinco mil máscaras foram entregues gratuitamente. Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), iniciou a distribuição de 1,8 milhão de máscaras de proteção para a população. A primeira ação aconteceu na Pavuna, Zona Norte, na última segunda-feira, 18/05 próximo à estação de metrô e teve como objetivo alcançar a população que, realmente, precisa sair de casa para trabalhar ou efetuar alguma atividade considerada essencial.

Em menos de duas horas, cinco mil máscaras foram entregues gratuitamente para a população que passava pelo local. A próxima ação será realizada ainda nesta semana, na Zona Oeste da cidade. O objetivo da SMASDH é que a ação aconteça, pelo menos, uma vez por semana, em locais com maior fluxo de pessoas, além de estações de trem, metrô e BRT.

– A máscara de proteção virou um item essencial neste momento de pandemia. É uma forma de proteger os outros e, consequentemente, a si mesmo. As máscaras são de tecido e já vêm esterilizadas e embaladas individualmente, prontas para o uso. Durante esta ação percebemos que a população já entendeu a importância de se proteger e não sai mais de casa sem a sua máscara, por isso, nosso objetivo é ir realizando a distribuição conforme a confecção desse material – explicou a secretária de Assistência Social, Tia Ju.

O material de proteção foi confeccionado por costureiras de diversas comunidades do Rio e faz parte do projeto de confecção de 1,8 milhão de máscaras que serão distribuídas durante este o período. Inicialmente, cerca de 4 mil máscaras já foram distribuídas para os profissionais da SMASDH que trabalham na ponta, em contato direto com a população e para abrigadas.

A iniciativa faz parte de uma série de ações realizadas pela prefeitura para combater o avanço do novo coronavírus. Vale ressaltar que, de acordo com o decreto publicado pelo prefeito Marcelo Crivella, que entrou em vigor no dia 23 de abril, o uso da máscara é obrigatório.