Moradores em situação de rua que vivem em abrigos produzem panetones de Natal em busca de vida nova

Publicado em 23/12/2022 - 12:56 | Atualizado
Os “padeiros natalinos” foram escolhidos por já terem tido experiência profissional nesse ramo - Divulgação

Moradores em situação de rua que estão acolhidos nas Unidades de Reinserção Social Haroldo Costa, na Taquara, e Rio Acolhedor, em Paciência, produziram 500 panetones para a ceia de Natal nesses abrigos. O bonito trabalho foi realizado na primeira oficina de panetone da rede da Secretaria Municipal de Assistência Social, em parceria com o empresário da panificação Fernando Nunes.

Vivendo provisoriamente em situação de acolhimento, os “padeiros natalinos” foram escolhidos por já terem tido experiência profissional nesse ramo. E não veem a hora de reingressar no mercado de trabalho.

– É uma grande oportunidade para retomar a minha vida. Vim ajudar para fazer um Natal melhor para as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade – declarou Anderson José da Silva, de 40 anos, esperançoso, momentos antes de entrar na Padaria do Rão, na Tijuca, onde a oficina foi realizada.

A secretária municipal de Assistência Social, Maria Domingas Pucú, acredita que essa iniciativa pode abrir novas portas para os acolhidos.

– Parcerias como essa possibilitam que o processo de reinserção social seja bem-sucedido, que é o principal objetivo do nosso trabalho.

O empresário Fernando Nunes também está confiante num novo futuro para eles:

– A ideia não é somente fazer panetones agora e, sim, de que eles possam aperfeiçoar suas técnicas e ter outras chances no mercado de trabalho para geração de sua própria renda.

Dando formato aos panetones com as próprias mãos e colocando a massa nas formas, eles mostraram que têm talento. Tiago Rafael da Silva Santos, de 39 anos, contou que já foi ajudante de padeiro e está decidido a ter uma nova vida.

– Gosto de lidar com alimento, de fazer comida, de lidar com massa e me candidatei à oficina. É legal aprender a fazer panetone. Estou aqui para aprender e, mais na frente, poder ajudar outras pessoas também. Há sempre uma luz no final do túnel.

Os alunos aprenderam técnicas de pesagem, manuseio do material e o passo a passo da confecção de panetones. Além de Anderson e Tiago, participaram da oficina Cristiano Augusto da Silva Reis, Marcos Flávio dos Santos e Yago Dutra de Oliveira.

Nesta sexta-feira (23/12), esses panetones especiais estão sendo distribuídos nas URS Haroldo Costa e Rio Acolhedor. Para dar água na boca até a ceia de Natal: serão abertos quando todos que vivem lá se reunirem na noite de sábado (24/12).

  • 23 de dezembro de 2022
  • Skip to content