Força-tarefa faz atendimento social na Avenida Brasil

Publicado em 05/02/2021 - 16:06 | Atualizado em 05/02/2021 - 16:18
Foram retirados pedaços de madeira e colchonetes - Divulgação / Prefeitura do Rio

Na madrugada desta sexta-feira (05/02), a força-tarefa coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência Social realizou mais uma ação de atendimento e acolhimento de usuários de crack na Avenida Brasil, sob o Viaduto Brigadeiro Trompowski e no Parque União. Foram retirados todos os pedaços de madeira, colchonetes danificados e panos encardidos que muito precariamente abrigavam 25 usuários, sendo que 15 foram abordados, nove foram atendidos e três foram acolhidos por comunidades terapêuticas da rede social da Prefeitura.

 

Atendimento social na Avenida Brasil – Divulgação / Prefeitura do Rio

 

Esse trabalho agora é sistemático, dentro da política pública de promoção do resgate social dos usuários de crack. Na semana passada, nesses mesmos locais, estavam 57 usuários, sendo que 21 foram atendidos e oito foram acolhidos. Como a legislação só permite o acolhimento daqueles que querem ser acolhidos, a cada ação, as equipes da Secretaria tentam o convencimento dessa população para que recebam a assistência social necessária em cada caso, além de encaminhamento para tratamentos que os livrem da droga. Infelizmente, a maioria da população em situação de rua é usuária de algum tipo de substância psicoativa.
A força-tarefa é integrada também pela Secretaria Municipal de Ordem Pública, Comlurb e Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio), e contou nesta madrugada com o apoio da 4ª Companhia do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas. A Coordenadoria de Drogas historicamente integrava a Secretaria Municipal de Ordem Pública e passou a fazer parte da Secretaria Municipal de Assistência Social na primeira semana da nova gestão.

 

Comlurb participou da força-tarefa – Divulgação/Prefeitura do Rio