Diagnóstico Socioterritorial Participativo SMASDH – Uma agenda em construção

Publicado em 28/03/2019 - 20:35 | Atualizado

 

Com o objetivo de traçar um panorama da cidade do Rio de Janeiro, que permita subsidiar o planejamento das políticas e ações da SMASDH nos territórios, à luz da relação desenvolvimento/desigualdade socioterritorial, a Coordenadoria de Integração e Monitoramento, da Subsecretaria de Integração e Promoção da Cidadania, segue com a construção do Diagnóstico Socioterritorial Participativo.

Nos meses de março e abril, em parceria com o Núcleo de Proteção Social Básica, da Subsecretaria de Proteção Social Básica e Especial, realizam-se oficinas com as equipes técnicas dos CRAS das dez CASDHs para a apresentação das contribuições recebidas por meio da aplicação web disponibilizada, além de produção coletiva de análises, a partir do material apresentado.

Pretende-se, nas oficinas descentralizadas, analisar os diferentes territórios da SMASDH (CRAS e CASDHs), destacando as particularidades que os diferenciam e as semelhanças que conferem unidade à atuação da Secretaria.