Assistência Social tem recorde de atendimentos a pessoas em situação vulnerável

Publicado em 20/04/2021 - 07:17 | Atualizado em 20/04/2021 - 16:45
Equipes das Secretarias de Assistência Social dão acolhimento a pessoas em situação vulnerável - Fernando Maia/Prefeitura do Rio

O número de atendimentos a pessoas em situação vulnerável na cidade chegou a 265.719 nos três primeiros meses do ano. A marca representa um recorde da Secretaria Municipal de Assistência Social. Desse número, 229.978 atendimentos foram feitos pelos Centros de Referência  de  Assistência  Social  (CRAS);  um crescimento de 34% em relação ao total de serviços realizados no mesmo período do ano passado. Os CRAS trabalham preventivamente na garantia de direitos das famílias em situação de vulnerabilidade social.

Já  a  estatística  das  abordagens  de  rua aumentou  21,5%.  Foram  29.396  em  2020 e 35.741 neste ano, entre janeiro e março.  Neste mesmo período de 2021, a Assistência Social acolheu em sua rede 2.936 pessoas  em  situação  de  rua,  atendidas  por abordagem social.

O acolhimento só pode ser feito com consentimento do morador em situação de rua, de acordo com a legislação de defesa dos direitos humanos. Muitos moradores em situação de rua são atendidos várias vezes, e nem sempre aceitam acolhida em um abrigo.

A secretaria informou que, para melhorar a qualidade do atendimento, dois CRAS foram construídos, um está sendo erguido e dez passaram por reparos e/ou manutenção.  Além  disso,  cinco  Centros  de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) receberam melhorias.

  • 20 de abril de 2021