Secretarias de Ação Comunitária e de Meio Ambiente se unem em projeto de sustentabilidade e geração de emprego nas favelas

Publicado em 03/02/2021 - 11:51 | Atualizado em 03/02/2021 - 13:32
A secretária de Ação Comunitária, Marli Peçanha, e o secretário de Meio Ambiente, Eduardo Cavaliere, em uma horta no Alemão - Divulgação/Prefeitura do Rio

As secretarias de Ação Comunitária e Meio Ambiente se uniram em prol das comunidades do Rio. Marli Peçanha e Eduardo Cavaliere, secretários das respectivas pastas, visitaram os morros do Adeus, Alemão e Manguinhos para mapearem as regiões de plantio das Hortas Comunitárias e, juntos, atuarem em projetos que estimulem a sustentabilidade e empregabilidade local.

 

Cavaliere e Marli na horta em Manguinhos – Divulgação/Prefeitura do Rio

 

A iniciativa faz parte de um dos compromissos assumidos pela Secretaria de Ação Comunitária, que é promover a integração das políticas intersetoriais a fim de facilitar o acesso aos serviços que serão ofertados pela Prefeitura nas favelas da cidade.

– Não fazemos nada sozinho. E carrego comigo a filosofia que diz: “ Temos que ser o melhor, ou estar entre os melhores!”. É assim que vou trabalhar para atender às necessidades das favelas e comunidades do Rio – afirmou Marli, que pretende, após o mapeamento de todas as hortas, fazer com que a secretaria viabilize com comerciantes fora das comunidades, a compra dessas hortaliças, movimentando a economia local.

Cavaliere corrobora:
– A nossa gestão vai priorizar as áreas que mais precisam de serviços ambientais, nas zonas Norte e Oeste. As parcerias com a Ação Social e subprefeituras são fundamentais.

A Secretaria de Ação Comunitária também busca parcerias público privadas para implementar projetos próprios que vão integrar outros órgãos municipais, como Conservação, Comlurb, Esporte, Turismo e Cultura para cada vez mais dar voz e vez às favelas do Rio de Janeiro.

  • 3 de fevereiro de 2021