Educação lança novo modelo de ensino na cidade e investe em construção e reforma de escolas

Publicado em 13/12/2022 - 07:10 | Atualizado em 16/12/2022 - 08:11
GET, Ginásio Experimental TecnológicoO Ginásio Experimental Tecnológico traz um novo conceito de ensino - Beth Santos/Prefeitura do Rio

Em março de 2022, a Secretaria Municipal de Educação lançou os Ginásios Experimentais Tecnológicos, o modelo de escola pública mais inovador do Brasil. Os GETs fazem parte de um novo conceito que fomenta o desenvolvimento de competências do século XXI, por meio da abordagem STEAM (Ciências, Tecnologia, Engenharia, Arte e Matemática), aprendizagem baseada em projetos e recursos que promovam a cultura digital. O coração desse novo modelo de escola é o laboratório maker, um espaço de colaboração que promove um ensino mão na massa com equipamentos variados, que vão desde utensílios básicos a impressoras 3D.

O primeiro Ginásio Experimental Tecnológico, o GET Elza Soares, foi inaugurado em março, no bairro do Rocha, na Zona Norte. No mesmo mês, duas unidades escolares foram remodeladas e viraram GETs: o Coelho Neto, em Ricardo de Albuquerque, e o Cardeal Leme, em Benfica. Já em novembro, a rede ganhou seu quarto GET, o Luís Carlos da Fonseca, em Madureira. Até 2023, a previsão é que a rede inaugure mais de 70 GETs.

Para garantir a formação de milhares de crianças e jovens cariocas, a atual gestão municipal retomou ainda contratos paralisados no governo anterior, para a construção e revitalização de 24 unidades escolares, sendo 19 oriundas do programa Fábrica de Escolas e cinco unidades do legado olímpico.

Em relação ao legado olímpico, quatro das cinco escolas estão sendo construídas com material da desmontagem da Arena do Futuro, nos bairros de Bangu, Campo Grande, Rio das Pedras e Santa Cruz. Elas vão receber cerca de 1.700 alunos e, com a reutilização do material, a previsão é que a Prefeitura tenha uma economia de até 20% na construção dessas unidades, que serão Ginásios Experimentais Tecnológicos (GETs). A quinta escola do legado ficará na Arena 3, que será transformada no Ginásio Educacional Olímpico Isabel Salgado (GEO).

 

A fachada do futuro GEO Isabel Salgado – Beth Santos/Prefeitura do Rio

 

Quatro escolas já foram entregues este ano (2022): GET Elza Soares, GET Luís Carlos da Fonseca, EDI Jornalista Jorge Bastos Moreno e EDI Beth Carvalho.

 

GET, Ginásio Experimental Tecnológico
Elza Soares foi homenageada em um painel – Beth Santos/Prefeitura do Rio

 

A Secretaria também lançou, em 2022, o Programa de Revitalização dos CIEPs, que vai oferecer melhorias significativas nas 101 unidades da rede municipal de educação que são CIEPs. Os investimentos são para recuperar coberturas e calhas e revisar as instalações elétricas e a fachada. Tudo para deixar as escolas cada vez mais confortáveis para seus alunos.  O plano de revitalização será concluído até 2024.

A pasta já soma mais de 225 obras. Destas, 140 são de reforma, das quais 71 já foram concluídas e, as demais, estão em andamento.

  • 13 de dezembro de 2022
  • Skip to content