Vigilância Sanitária alerta para faltas no dia agendado para a castração

14/07/2019 14:00:00


Ausências chegaram a 30% no primeiro mês da triplicação do procedimento que pode salvar a vida de outros animais 

 
 
A Prefeitura do Rio triplicou em junho o número de castrações gratuitas para cães e gatos no Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman (IJV), uma das unidades da Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses. Agora são agendados 1.200 procedimentos por mês. No entanto, apesar de ter esgotado as vagas em tempo recorde, a unidade contabilizou 30% de faltosos entre os agendamentos, o que inviabilizou os atendimentos de outros bichanos que também aguardam pela cirurgia. Diante disso, a Vigilância Sanitária faz um apelo à população para que se conscientizem de que castrar é um ato de amor e que precisa ser levado a sério. Agendou? Compareça!
 
 
- Sabemos que imprevistos acontecem, seja por conta de uma carona cancelada ou porque não havia um responsável disponível para acompanhar o animal. Mas a castração faz parte da posse responsável, e o dono precisa levar a sério. Castrar também é um ato de amor - reforça a médica-veterinária Patrícia Nuñez, coordenadora de Zoonoses da Vigilância do Rio. 
 
 
A veterinária explica que, em caso de impedimento para estar presente no dia previamente marcado, o dono do animal deve procurar a unidade para reagendar a cirurgia. Para gatos dos dois sexos e cães machos, basta chegar no Instituto a partir das 8h e agendar a castração. Já os donos de cadelas precisam levar o animal  no agendamento, pois as fêmeas são submetidas a exames pré-operatórios no próprio dia do agendamento. 
 
Serviço: 
Instituto Jorge Vaitsman
Avenida Bartolomeu de Gusmão, 1.120 - São Cristóvão
Agendamento gratuito de segunda a sexta-feira, a partir das 8h

Imagens relacionadas: