Vigilância Sanitária faz mais uma inspeção do roteiro da Copa América

22/05/2019 12:00:00


Técnicos orientam Clube da Aeronáutica sobre problemas no sistema de exaustão e no manejo de resíduos

A Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses da Prefeitura do Rio chega à sexta etapa das inspeções prévias planejadas para a Copa América 2019. Nesta quarta-feira, dia 22, foi a vez do Clube da Aeronáutica, na Barra da Tijuca, onde técnicos identificaram acúmulo de gordura na cozinha por problemas no sistema de exaustão e manejo inadequado de resíduos. Três termos de intimação foram emitidos com as exigências das adequações das áreas comuns a serem cumpridas pelo estabelecimento que servirá para o treino dos mais de 50 árbitros do torneio. Os fiscais também orientaram sobre o licenciamento sanitário que deve ser providenciado pelo clube e pelas empresas terceirizadas que funcionam no espaço.

 

 

O roteiro de ações prévias para a competição que terá cinco jogos no Maracanã começou em 14 de janeiro, com a inspeção nas cozinhas do Novotel e do Grand Hyatt, responsáveis pelo buffet servido no evento de sorteio dos grupos, realizado dez dias depois na Cidade das Artes, que também foi vistoriada. Além da fiscalização, técnicos da Superintendência de Educação da Vigilância capacitaram funcionários dos dois hotéis.

 

 

Outras inspeções - Técnicos da Vigilância já estiveram duas vezes no Maracanã (em 25 de março e no último dia 17) e na Escola de Educação Física do Exército (EsEFex), que será um dos centros de treinamento das delegações. Campo de futebol, academia, vestiários e reservatórios de água estão entre os espaços vistoriados pelos fiscais, na atuação que tem como foco a prevenção de riscos à saúde pública. Nos próximos dias, manipuladores de alimentos, técnicos da área de saúde e profissionais da rede hoteleira receberão treinamentos exclusivos para que as condições higiênico-sanitárias sejam adequadas ao evento que terá a grande final no Rio de Janeiro.

 

- Vamos seguir com as inspeções conferindo as condições dos estabelecimentos envolvidos nesse importante evento, que atrairá ao Rio cerca de 40 mil pessoas. Vamos também capacitar profissionais que trabalham na manipulação de alimentos e ainda vistoriar hotéis e até o comércio de alimentos do entorno do Maracanã, com alertas e orientações para que se adequem e ofereçam um serviço que não represente riscos à saúde da população - adianta a médica-veterinária Marissol Figueiredo, coordenadora de Eventos da Vigilância Sanitária.


Imagens relacionadas:










Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - Sede: Rua Afonso Cavalcanti, 455 - Cidade Nova - 20211-110