Caixas d'água e Cisternas

 

As caixas d'água e cisternas devem:

• Ser construídas e revestidas com materiais que não contaminem a água;

 

• Ter a superfície lisa, resistente e impermeável;

 

• Permitir fácil acesso, inspeção e limpeza;

 

• Possibilitar esgotamento total;

 

• Ser protegidas contra inundações, infiltrações e penetrações de corpos estranhos;

 

• Ter cobertura adequada;

 

• Ser equipadas com torneira de boia na tubulação de alimentação, à sua entrada, sempre que não se tratar de reservatórios alimentados por recalque;

 

• Ser dotadas de extravasor (ladrão) com diâmetro superior ao da canalização de alimentação, desaguando em ponto perfeitamente visível;

 

• Ser providas de canalização de limpeza, funcionamento por gravidade ou por meio de elevação mecânica;

 

• Ser limpas e desinfectadas de 6 em 6 meses.

 

 

Como definir o volume da caixa d'água

A caixa d´água deve garantir o abastecimento da moradia por 24 horas em caso de falta de água na rede pública. Para se chegar ao tamanho ideal da caixa, deve-se considerar que cada habitante da moradia consume 200 litros de água por dia. Assim, temos: volume da caixa d'água = n° de ocupantes da casa x 200 litros.

 

 

Como limpar sua cisterna e caixa d'água: (recomendado para um volume de até 2.000l)

• Feche o registro de entrada da rede de água e amarre a boia do reservatório;

 

• Esvazie o reservatório abrindo as torneiras;

 

• Com o reservatório quase vazio, tampe a saída do cano para que o restante da água seja utilizado na limpeza evitando a obstrução do cano;

 

• Verifique se há fendas ou rachaduras que permitam vazamentos ou infiltrações, consertando-os se necessário;

 

• Retire a sujeira acumulada;

 

• Lave as paredes e o fundo da caixa d'água com água e sabão – utensílios como vassoura com cerdas plásticas ou hidrojato, pano, escova e rodo devem ser de uso exclusivo;

 

• Abra a saída de água, enxague com bastante água corrente e feche a saída de água;

 

• Prepare a solução desinfetante, diluindo 1 litro de água sanitária em 5 litros de água – esse volume é apropriado para uma caixa d'água de 1.000 litros;

 

• Espalhe a solução desinfetante nas paredes e fundo da caixa d'água com uma broxa ou pano e aguarde 30 minutos;

 

• Enxague a caixa com água corrente, retirando todo o resíduo do desinfetante;

 

• Abra todas as torneiras para esgotar toda a água acumulada, que servirá para desinfetar os canos;

 

• Tampe seu reservatório para impedir a entrada de pequenos animais e insetos e encha-o novamente com água nova;

 

• Anote a data de limpeza e coloque esta informação à vista de todos.

 

 

Se você usa água de poço: É muito importante definir a quantidade de cloro/água sanitária que será adicionada ao reservatório para sua cloração eficiente. Lembre-se que a cisterna e a caixa d'água só deverão ser cloradas após sua limpeza e desinfecção nos casos onde não possua abastecimento de água tratada proveniente da rede pública de água.

 

 

Tabela para Cloração de Cisternas e Caixas d'água

Capacidade do reservatório

(em litros)

Volume de cloro líquido

hipoclorito de sódio a 10% (mL)

Volume de água sanitária

hipclorito de sódio a 2,5% (mL)

200 a 500

5

20

500

10

40

1.000

15

60

1.500

20

80

2.000

25

100

 

A água sanitária usada nos reservatórios não pode conter alvejante ou perfume. Para o cálculo da quantidade de cloro líquido/água sanitária, considere: 1 colher de sopa = 10mL, ou seja, 100mL = 10 colheres de sopa. Quando existir, a cisterna deve ser sempre utilizada. Mesmo que a pressão na rede de água seja suficiente para abastecer o reservatório superior (caixa d'água), este deve ser alimentado pela cisterna através de bombeamento. A água parada em um reservatório, sem utilização, perde suas características de potabilidade.

 

 

CLIQUE AQUI para acessar folhetos e cartazes sobre Cuidados com a Água.