Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

 

Dengue

A transmissão da dengue no Brasil teve início na década de 1980 e desde sua introdução vem ocorrendo de forma continuada, intercalando-se com epidemias.

No Município do Rio de Janeiro (MRJ) os principais anos epidêmicos foram: 1986, 1991, 2002, 2008 e 2012.

É uma arbovirose causada pelo vírus da dengue, do gênero Flavivirus, pertencente à família Flaviviridae, transmitida por picadas do mosquito Aedes aegypti.

Existem quatro sorotipos do vírus de dengue (1, 2, 3 e 4), para cada um deles o indivíduo desenvolve imunidade permanente e cada pessoa pode ter os 4 sorotipos da doença.

Doença febril aguda que pode apresentar um amplo espectro clínico. A maioria dos pacientes desenvolve a forma clínica leve e autolimitada e uma pequena parte progride com sinais de gravidade.

O período de incubação é em média de 5 a 6 dias, podendo chegar a 10 dias.
 

 
 

Características do Agravo

Pacientes que apresentem febre, usualmente entre 2 e 7 dias, e duas ou mais das seguintes manifestações: náuseas e/ou vômitos, exantema, mialgia e/ou artralgia, cefaleia com dor retro-orbital, petéquias, prova do laço positiva e leucopenia.
Também pode ser considerado caso suspeito toda criança que apresente quadro febril agudo, usualmente entre 2 a 7 dias, e sem foco de infecção aparente.

 

 
 

 


 

 

Clique aqui para conhecer melhor o trabalho da Superintendência de Vigilância em Saúde da SMS. 



Serviços Serviços