Vitória expressiva da campanha contra o mosquito Aedes aegypti

02/03/2017 16:42:00


 
O secretário municipal de Educação, Esportes e Lazer, César Benjamin, gravou hoje um balanço da campanha Aqui mosquito não se cria, realizada em conjunto com as secretarias de Saúde e Assistência Social e Direitos Humanos, para a Multirio.  Ele agradeceu aos professores que transformaram as escolas em polos irradiadores de uma campanha contra uma iminente epidemia, comprovando que a educação tem mesmo um papel  civilizatório de aumento da consciência e participação do povo.
 
Desde o início de fevereiro, diretores  das escolas municipais, alunos e seus familiares vem realizando diversas atividades de combate ao  Aedes aegypti e as arboviroses dengue, zika e chikungunya.
 
Segundo o secretário, professores e alunos da Rede de Ensino Público contribuíram para afastar o perigo de uma grave epidemia de chikungunya, que poderia acometer até 3 milhões de moradores do Rio de Janeiro, de acordo com estimativas de especialistas da Fiocruz.  "O perigo de uma epidemia paralisante da cidade foi, aparentemente, descartado", afirmou ele, acrescentando que não se pode baixar a guarda porque o mosquito é um inimigo muito perigoso.
 
Depois de agradecer aos responsáveis pela direção das escolas, aos professores e aos 650 mil alunos da Rede Municipal de Educação pela bem-sucedida campanha,  Benjamin disse que espera repetir, em março, a luta contra o mosquito vetor da tríplice arbovirose.  Só assim, acredita, se pode  afastar de vez o risco das doenças transmitidas pelo mosquito e que são cada vez mais comuns em cidades com grandes aglomerados humanos e baixa qualidade de vida, como as existentes hoje no Brasil.
 
"Demos muita ênfase à campanha contra o mosquito na primeira semana de aula. Ela teve uma resposta espontânea de professores e alunos, mostrando que em educação nada se faz por obrigação, mas, sim, por convencimento", afirmou o secretário de Educação, Esportes e Lazer.
 
Por fim, César Benjamin contou que aceitou  o convite para ser secretário de Educação, por intuir que encontraria  nela uma grande riqueza humana. Não se desapontou: "Estou recebendo grande lições de humanidade aqui. Essa experiência da campanha só está confirmando o que já intuía há muito tempo: pessoas que escolhem trabalhar com  Educação gostam de gente".  Por fim, o secretário afirmou que será uma vitória expressiva da campanha se ela conseguir conscientizar os moradores dos entornos das escolas de que precisa se proteger do mosquito limpando os focos existentes nas suas próprias casas.



56_INSTANCE_en5I 56_INSTANCE_en5I p_p_id_56_INSTANCE_en5I_


Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - Rua Afonso Cavalcanti, 455 - Cidade Nova - 20211-110