Escola Municipal Pixinguinha fica em primeiro lugar no Festival da Canção da SME no dia 17/10

17/06/2013 15:20:00


fotos: Renato Gonçalves

A grande final da 31ª edição do Festival da Canção das Escolas Municipais do Rio de Janeiro (Fecem) foi realizada nesta quinta-feira, dia 17/10, no palco do Teatro da Escola Sesc, em Jacarepaguá, com o Grupo 2, formado por estudantes do 7º ao 9º do Ensino Fundamental, Educação Especial e Educação de Jovens e Adultos, subindo ao palco. Os vencedores foram: Escola Municipal Pixinguinha com a canção ‘Negro de Raiz', em primeiro lugar; Escola Municipal Telêmaco Gonçalves Maia com a música ‘Partido alto do Meio Ambiente', em segundo lugar; e Escola Municipal Pedro Aleixo com ‘Princesa Negra', em terceiro lugar.

No total, cerca de 950 alunos, acompanhados de seus 50 professores, soltaram as vozes e apresentaram seus talentos nesta 31ª edição do Fecem. Inspirados pelo tema "Cantos, encantos de um mundo sustentável" – uma homenagem a Antônio Carlos Jobim e Jackson do Pandeiro – os estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação Especial e Educação de Jovens e Adultos levantaram a plateia com apresentações criativas. Na grande final da 31ª edição do Fecem, 22 escolas municipais, que ganharam as etapas locais e regionais, representaram as 11 Coordenadorias Regionais de Educação.

A disputa aconteceu em duas etapas. A primeira foi realizada na quarta-feira, dia 16/10, para as crianças menores. Escola Municipal Paraguai, localizada em Marechal Hermes, foi a vencedora do primeiro dia de apresentações com a música ‘Reciclagem da Paraguai'. A unidade competiu no Grupo 1, formado por alunos da Educação Infantil, 1º ao 6º do Ensino Fundamental e Educação Especial. O segundo lugar ficou com a Escola Municipal Átila Nunes com a canção ‘Quem sou eu', seguida da Escola Municipal Presidente Gronchi com ‘Pense bem pelo mundo'.

O Fecem é uma iniciativa da Coordenação de Projetos de Extensão Curricular da Secretaria Municipal de Educação. O projeto permite que os alunos vivenciem todas as etapas de um processo de produção artística, desde a pesquisa sobre o tema e o artista homenageado, como a criação da canção até sua apresentação para o público, passando pelos ensaios, produção de arranjos, preparação vocal e instrumental, dinâmica de palco e elaboração de figurino.

Um dos talentos descobertos pelo Fecem é Isadora Machado, mais conhecida como Malía. A cantora de 20 anos é ex-aluna da Escola Municipal Albert Einstein, na Barra da Tijuca. Na unidade de ensino da Prefeitura do Rio, a então adolescente tinha aulas de música e foi incentivada por uma das professoras para participar do Festival. Pisando pela primeira vez em um palco, Malía foi eleita a melhor intérprete da edição de 2012. Recentemente a cantora foi destaque do Espaço Favela no Rock in Rio 2019. 

Neste ano, o festival mobilizou 156 escolas e mais de 6.500 pessoas, dentre elas os alunos instrumentistas, compositores, cantores e também os professores, produzindo um rico material com base em canções dos artistas homenageados.

O Festival contou com uma Comissão Avaliadora composta por especialistas em educação, música e pesquisador de talentos. Entre eles estão: Luiz Aragão, musicoterapeuta; Tatiana Moraes, pesquisadora de talentos; Júlia Maria Ramos, professora de Artes Visuais da Rede Municipal; Gabriel Viola, músico; e Gina de Paula Bernadino Capitão, professora de Língua Portuguesa da Rede Municipal. Para escolher a melhor apresentação, o júri vai avaliar a autonomia, melodia, letra, execução, afinação, harmonia, comunicação com o público e trabalho pedagógico de cada grupo. 




56_INSTANCE_en5I 56_INSTANCE_en5I p_p_id_56_INSTANCE_en5I_


Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - Sede: Rua Afonso Cavalcanti, 455 - Cidade Nova - 20211-110