SubMA inicia campanha "Ajude a preservar os jacarés-de-papo-amarelo. Não os alimente!"

Centro de Educação Ambiental vai coordenar a campanha, fazer distribuição de folhetos educativos, encenar peça teatral nas escolas e instalar placas nos locais onde vivem os jacarés


29/11/2018 08:30:00




A Subsecretaria de Meio Ambiente, por intermédio do Centro de Educação Ambiental (CEA), ambos vinculados à Seconserma, deu início nesta quarta-feira, dia 28, à Campanha “Ajude a preservar os jacarés-de-papo-amarelo. Não alimente os jacarés!”. A equipe começou hoje pelas ruas Prof. Hermes Lima com Gláucio Gil e Gilka Machado com Jarbas de Carvalho, cujo trabalho vai se estender da Barra ao Recreio, Zona Oeste da Cidade. A região sempre foi o habitat natural dessa espécie e a intenção é fazer com que animais e seres humanos convivam em harmonia e sem riscos para ambos.

.
Durante a Campanha, um grupo formado por biólogos e agentes ambientais começou a instalar placas em lugares estratégicos e fazer distribuição de folhetos educativos junto aos moradores para que cessem o hábito de jogar comida em rios e lagoas para os jacarés. Até dezembro, nove áreas da região serão pontos-chave de divulgação da Campanha.
 

E até 15/12, o CEA estará também com a Van Itinerante em seis escolas municipais do Recreio, sempre com a presença do amigo-jacaré (agente ambiental vestido como o animal) que conversa com os alunos e participa de uma peça-lúdica explicando a importância de não jogar nada nos rios/lagoas e nem para os jacarés.
 

Atualmente, as populações de jacarés são muito impactadas pelo crescimento urbano no Rio de Janeiro. Atividades como desmatamento, poluição e expansão urbana são ameaças constantes a esses animais e a causa da redução de seu habitat.
 

Os técnicos do meio ambiente chamam atenção para um ato arriscado observado e desaprovado pelos ambientalistas, que vem sendo erroneamente praticado pelos moradores que residem próximos do entorno do ambiente natural deste animal, é o hábito de dar comida para os jacarés.
 

Por viverem livres e seguindo o processo natural da cadeia alimentar, ao receberem fonte externa de comida, os jacarés ficam desmotivados a buscar os próprios alimentos, sem contar que ingerir produtos inadequados pode prejudicar a saúde do animal; podendo, inclusive, levar a morte do animal.

 

Desequilíbrio da fauna

 

No caso de animais que vivem em ambientes urbanos, a alimentação indevida pode causar desequilíbrio para a fauna local, provocar sua saída dos limites de seu ambiente natural e ocasionar acidentes. Por isso que a regra de não oferecer alimento vale para todos os animais silvestres, não há exceção!

 

O Jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris) é um animal silvestre que habita lagoas, rios, mangues e áreas alagáveis, incluindo brejos próximos ao mar, desde o Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul, ou seja, toda a orla brasileira.

 

É um animal de hábitos noturnos e permanece quase o tempo todo dentro da água. Fica mais sociável durante o dia, quando sai para tomar sol, geralmente em grupo. Em tupi-guarani, o nome Jacarepaguá significa lagoa ou várzea dos jacarés.

 

*LEI Nº 9.605, DE 12 DE FEVEREIRO DE 1998.
 
Art. 29. § 3° São espécimes da fauna silvestre todos aqueles pertencentes às espécies nativas, migratórias e quaisquer outras, aquáticas ou terrestres, que tenham todo ou parte de seu ciclo de vida ocorrendo dentro dos limites do território brasileiro, ou águas jurisdicionais brasileiras.

 

A Campanha de Educação Ambiental "Não Alimente o Jacaré" vai acontecer em vários pontos da Barra ao Recreio:

- Dia 28/11 pontos 1 e 2 - Prof. Hermes Lima com Gláucio Gil e Gilka Machado com Jarbas de Carvalho;

- Dia 01/12 ponto 3 - Prof. Hermes Lima na altura da ponte nova (antiga ponte de madeira conhecida como ponte do jacaré);

- Dia 03/12 ponto 4 - Trecho do Corredor Verde que compreende os Parques Chico Mendes e Marapendi;

- Dia 05/12 ponto 5 - Lagoa de Marapendi;

- Dia 8/12 ponto 6 - Canal do Rio Morto;

- Dia 10/12 ponto 7- Lagoa de Jacarepaguá;

- Dia 12/12 ponto 8 - Lagoa do Camorim, oriundos do Canal do Anil e da comunidade Rio das Pedras;

- Dia 15/12 ponto 9 - Lagoa da Tijuca..


 

 
 
 


 




Serviços Serviços