Evento no CASS conscientiza servidores sobre combate à violência contra o idoso

06/10/2017 15:26:00


 

O pátio do Centro Administrativo São Sebastião, na Cidade Nova, foi palco nesta terça-feira (19/6) de animadíssimo evento que marcou o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Durante toda a manhã, beneficiários das Casas de Convivência e Lazer, projeto da Prefeitura voltado para os idosos, encantaram os servidores que passaram pelo local com apresentações de zumba, dança cigana, coral e percussão. E não faltou animação! Um dos mais empolgados do evento, José da Paz Ramos, de 68 anos, participou de todas as atividades do dia. Morador da Rocinha e frequentador da Casa Naná Sette Câmara, em São Conrado, há cerca de dois anos, ele diz que o espaço transformou sua vida totalmente:

 

"Tudo mudou na minha vida. Ganhei alegria, divertimento e a oportunidade de fazer novos amigos. Participo de todas as atividades sempre, especialmente dos passeios. Eventos como esse são maravilhosos para mostrar que a terceira idade deve ser tratada com carinho e respeito".

 

 

Promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), por meio da Subsecretaria de Políticas para o Idoso, o evento desta terça-feira contou com tendas nas quais as pessoas puderam conhecer e tirar dúvidas sobre os projetos do governo para este segmento e permitiram ao idosos se inscreverem no CadÚnico. Na programação, aquecimento com ginástica aeróbica e alongamento e música com apresentações de zumba, dança cigana, coral e percussão.

 

Para a subsecretária Sandra Regina Julião, o crescimento da população idosa no país deve ser observado com atenção, bem como a importância de se trabalhar pelo segmento. Os idosos estão vivendo cada vez mais e necessitam de mais políticas públicas que os atendam.

 

"O crescimento populacional da população idosa no país aconteceu de maneira galopante e é preciso que acompanhemos esse processo com a velocidade necessária. A Prefeitura do Rio, de uma forma avançada, vem correndo bem com essa questão, e a violência contra o idoso precisa ser tratada como prioridade. Apesar de os índices não serem altos no município do Rio, temos números alarmantes em outras regiões do estado. É um tipo de violência que, em sua maioria, acontece dentro de casa. Por isso, contamos com projetos que empoderam os nossos idosos, tornando-os unidos e atuantes".

 

 

Um dos projetos da Prefeitura do Rio de maior destaque diz respeito às Casas de Convivência e Lazer, iniciativa criada há 13 anos. A cidade conta atualmente com sete espaços - Lagoa, São Conrado, Penha, Santíssimo, Tijuca, Botafogo e Planetário - que, juntos, atendem a cerca de 2.500 idosos por mês. Funcionando de segunda a sexta-feira, durante todo o dia, as Casas oferecem atividades físicas, terapias ocupacionais e orientações sobre a alimentação adequada para esta faixa etária, de acordo com a necessidade de cada beneficiado.

 

"Nas Casas de Convivência, todos tem a liberdade de escolha sobre o que desejam fazer. Além disso, mesmo sendo inscrito em uma Casa, é possível frequentar as demais, bastando apresentar a carteirinha. Para aqueles que ainda não se inscreveram em nenhuma e desejam fazer isso, basta procurar a unidade mais próxima de sua casa, se informar quanto à documentação necessária, fazer uma avaliação e começar", destaca a subsecretária.

 

 

Aos 80 anos, Marlene Mattos Fernandes mora na Lagoa e frequenta três Casas: Dercy Gonçalves (Lagoa), Padre Velloso (Botafogo), e Maria Haydée (Gávea). Há cerca de oito anos, Marlene entrou em depressão quando seu marido sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Ao caminhar na rua, deparou-se com o anúncio da Casa Dercy e decidiu conhecer. Não saiu mais.

 

"Esse projeto foi um divisor de águas na minha vida. As pessoas precisam conhecer esses espaços e acredito que eventos como o de hoje, além de conscientizar para a questão da violência que muitos de nós sofremos, provam que a Prefeitura do Rio olha por nós, sim, e nos serviços de excelência".

 

 

Além das Casas de Convivência e Lazer, o governo municipal destaca-se também por projetos como "Agente Experiente", que reconhece a experiência dos idosos com mais de 60 anos e os emprega em instituições ligadas à prefeitura; e o "Idoso em Família", voltado a fortalecer os vínculos familiares e incentivar a manutenção do idoso na residência.

 

O primeiro atende hoje a 235 beneficiários que trabalham por 16 horas semanais, recebendo bolsa mensal de R$ 350,00. Já o segundo projeto atende 210 idosos com bolsa de R$ 380 por mês e suporte social.

 

 

 

Conheça as Casas de Convivência e Lazer da Prefeitura do Rio:

 

Casa de Convivência e Lazer Naná Sette Câmara

Av. Niemeyer, 776, 11º andar - São Conrado
Telefone: 3111-1145 / 3111-1107

 

Casa de Convivência e Lazer Dercy Gonçalves
Av. Epitácio Pessoa, 3.000, Parque da Catacumba - Lagoa
Telefone: 2535-7557

 

Casa de Convivência e Lazer Bibi Franklin Leal
Rua General Espírito Santo Cardoso, 514 - Tijuca
Telefone: 2288-3330

 

Casa de Convivência e Lazer Padre Velloso
Rua São Clemente, 312 - Botafogo
Telefone: 2535-9916

 

Casa de Convivência e Lazer Maria Haydee
Rua Padre Leonel Franca, 240 - Gávea
Telefone: 2274-8112

 

Casa de Convivência e Lazer Carmen Miranda
Av. Nossa Senhora da Penha, 42, 3º andar – Penha
Telefones: 2535-4201 / 8498-3247

 

Casa de Convivência e Lazer de Santíssimo
Rua Doutor Clemente Marquês, 31 - Santíssimo
Telefone: 3443-6247