Guarda municipal é destaque nos Jogos Mundiais Policiais de Abu Dhabi

14/11/2017 18:00:00


A Guarda Municipal do Rio de Janeiro (GM-Rio) fez bonito na segunda edição dos Jogos Mundiais Policiais de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. A agente Marylin Cezar, do Grupamento de Ronda Escolar da corporação, foi a única guarda municipal do país a participar da competição. Realizado entre os dias 3 e 10 de novembro, o evento foi organizado pela UAE Police Sports Federation e reuniu mais de 1.300 atletas integrantes de forças policiais de 53 países. Aos 41 anos, Marilyn ficou em quinto lugar no revezamento 4x50m e em 13º e 15º lugares nas provas individuais de Natação. A delegação brasileira conquistou o segundo lugar geral na competição. Embora seja experiente em competições internacionais, tendo conquistado 15 medalhas em sua carreira, esta foi a primeira vez de Marylin nos Jogos.

 

- Desde quando fui selecionada para competir no Mundial, comecei a treinar. Me esforcei muito para não fazer feio. Cheguei à competição, que não tem faixa etária, e percebi que eu era a terceira mulher mais velha. Aí complicou! Mas fiz o meu máximo, participando de provas que não costumo nadar, como de costas. Quero agradecer a Deus por tudo na minha vida, aos meus pais, que desde cedo me colocaram na natação, e aos meus filhos, por me liberarem para treinar. Também sou grata a todos que contribuíram para minha viagem. Que venham outros jogos!

 

Além da estreia na competição, outra novidade para a guarda municipal foi participar de provas do "absoluto", ou seja, sem faixa etária pré-definida. Para ter condições de disputar as provas, especialmente contra as atletas mais novas, Marylin passou por uma verdadeira transformação. Intensificou a rotina de treinos - com apoio de um técnico da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno - e reforçou os exercícios de corrida e musculação, com foco no fortalecimento muscular. Ela também contou com acompanhamento psicológico e passou por trabalho de reeducação alimentar com uma nutricionista. O resultado: 17 quilos a menos.

 

Marylin foi selecionada para integrar a delegação brasileira após ter alcançado o melhor tempo em provas da Confederação Brasileira de Esportes de Policiais e Bombeiros, que também é uma das patrocinadoras dos atletas da delegação, junto com a empresa Black Skull de suplementos alimentares. Para Abu Dhabi, ela disse ter levado - além da bagagem - toda a garra com que se dedicou aos treinos e a torcida da Guarda Municipal.

 

A guarda municipal pratica natação desde os oito anos, mas estava há cerca de dez anos sem competir. Em 2009, ela decidiu retornar e, com apoio da GM-Rio, logo na primeira competição (Campeonato Brasileiro de Polícias e Bombeiros), realizada no Rio de Janeiro, ela conquistou sete medalhas, sendo seis de ouro e uma de prata, batendo ainda dois recordes. Na primeira competição internacional da qual participou, também em 2009, no Canadá, Marylin trouxe seis medalhas. E os bons resultados garantiram o convite para participar do Campeonato Europeu de Policiais e Bombeiros, que aconteceu em Andorra, em 2010.

 

De lá, Marylin também trouxe medalhas. Foram cinco no total. Em 2011, participou Campeonato Mundial de Policiais e Bombeiros, em Nova York, e conquistou quatro medalhas. Além das competições internacionais, ela também tem títulos nacionais, estaduais e municipais. Marilyn se considera uma "privilegiada". De Vila Vintém, comunidade carente da Zona Oeste do Rio, a GM disse ter realizado grandes sonhos:

 

- Eu me sinto uma pessoa muito realizada em poder participar de competições no exterior. Estar no meio de atletas de ponta é muito bom. Sem falar que a troca de experiências com pessoas de culturas diferentes é uma experiência maravilhosa e grande conquista para uma pessoa de origem humilde.

 

Sua rotina de treinos é intercalada com o trabalho na Ronda Escolar, onde Marylin coordena a equipe de atividades lúdicas, que realiza peças, jogos e outras brincadeiras para estimular a conscientização da cidadania entre crianças que estudam na rede municipal de ensino. Na Ronda Escolar, ela também não mede esforços para realizar seu trabalho da melhor maneira possível. E a rotina é puxada: a equipe realiza atividades lúdicas em escolas de todas as regiões da cidade, que conta atualmente com mais de seis mil unidades de ensino.