Prefeitura inicia segunda etapa do Plano de Desenvolvimento Sustentável

07/11/2018 13:01:00


Foi retomada, no segundo semestre de 2018, a mobilização interna da
Prefeitura sobre o Plano de Desenvolvimento Sustentável (PDS), através do
Comitê de Elaboração, composto por cerca de 30 órgãos municipais,
coordenado pela Subsecretaria de Planejamento e Acompanhamento de
Resultados (SUBPAR), pelo seu Escritório de Planejamento EPL. O primeiro
encontro, deste ano, contou com a participação de Rayne Ferretti, da ONU-
HABITAT, Cláudio Stenner, do IBGE, e Nando Cavallieri, do IPP. Na ocasião,
os convidados apresentaram os objetivos e dados que nortearão a
construção do Plano e indicadores, já em estudo, para monitorar o
cumprimento das metas da Cidade do Rio de Janeiro, ao longo de sua
execução.
 
O Plano consiste em estabelecer uma visão sustentável da cidade
para 2050, entretanto, como planejamento de médio e longo prazo, os
técnicos também deverão cumprir objetivos e metas a serem alcançadas até
2030. Todo esse plano de ação deve estar alinhado com a agenda de
desenvolvimento sustentável da ONU, conhecida como Agenda 2030,
apresentada em 2015 através de um acordo global voltado para as pessoas e
o planeta.
 
- O trabalho da Prefeitura é decodificar essa agenda para nossa
realidade, já que o município tem suas particularidades. Todos os países
envolvidos têm a mesma tarefa, cumprir a agenda mundial da ONU
adaptando-a à realidade local. O plano é dividido em etapas, a primeira é a
construção de macro diretrizes que já realizamos e foram incorporadas no
Plano Estratégico (2017-2020). Na última semana, demos início a segunda
etapa em que é aprofundado o diagnóstico da cidade, levantando quais são
as propostas de visão – disse Ana Carla Badaró Moreira Prado,
Subsecretária de Planejamento e Acompanhamento de Resultados.
 
De acordo com o Comitê de Desenvolvimento Sustentável, o mais
importante desse plano é construí-lo junto com a população. No primeiro
momento, as pessoas deverão identificar as necessidades e desafios atuais
 
da cidade, com base em dados e avaliações técnicas realizadas pela
Prefeitura e alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável –
ODS, por meio de consulta online. Após este diagnóstico, a prefeitura planeja
ir ao encontro da população para acompanhar as propostas e opiniões sobre
como a cidade deve alcançar o plano ideal de uma cidade mais sustentável
até 2050.
 
Em atendimento a esta visão, que o Plano de Desenvolvimento
Sustentável projeta para a cidade, a Prefeitura estrutura seu planejamento
em quatro grandes dimensões: econômica, social, urbano-ambiental e
governança. Este é mais um compromisso da cidade, mas apenas o início da
construção de uma agenda que deverá perpassar gestões para atingir os
reais objetivos de sustentabilidade a longo prazo. A transversalidade será
fundamental para que toda ação seja executada de forma eficiente. Neste
contexto, são primordiais as parcerias com a sociedade, entidades não
governamentais e fundos de financiamento, para ser possível viabilizar todas
as ações previstas na Agenda 2030.



Serviços Serviços