Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

 

 


 

Cães da Guarda Municipal têm rotina diária de treinamentos

14/03/2018 12:37:00


Em sua tarefa de zelar pelo bom funcionamento do trânsito e pela ordem no Rio de Janeiro, os guardas municipais contam com a ajuda de agentes dedicados: a corporação tem 46 cachorros em seu plantel, que atuam nas ações de patrulhamento, em terapias e apresentações da instituição. Para dar conta de todas as suas atribuições e estar sempre prontos, os animais do Grupamento de Cães de Guarda (GCG) da GM-Rio treinam diariamente no canil da instituição, que funciona em São Cristóvão, Zona Norte da cidade.
 
O trabalho dos cachorros começa bem cedo, entre 7h e 8h20 da manhã, e costuma durar de seis a oito horas por dia – incluindo os filhotes, que começam com uma rotina bem leve e vão sendo incorporados ao treinamento regular com o tempo. De acordo com o Inspetor Aluizio Alvarenga, responsável pelo canil, as atividades ajudam o cão a se familiarizar com o treinador e ter um desempenho melhor nas ruas.
 

 
"Quando esse animal vai para a rua, ele trabalha mais à vontade. Ao sair de manhã para o treinamento, ele já faz suas necessidades e o treinador vê como está o animal, que também passa pelo serviço veterinário. Temos uma equipe de treinadores que passa o dia todo treinando e preparando os cães", detalha.
 
A vida útil de um cão como agente da Guarda Municipal do Rio é de sete anos. Depois disso, os animais são aposentados e disponibilizados para adoção. A preferência para adotar os bichinhos é sempre dada aos instrutores e demais servidores da GM-Rio que já conheçam o animal e tenham estrutura para mantê-lo em casa. Caso não haja nenhum adotante interno, qualquer pessoa interessada pode levar um cão da GM-Rio para casa, não sem antes passar por um rigoroso processo de seleção.
 
"Convidamos o adotante para o canil para ver se ele realmente tem um espaço para receber o animal, se há compatibilidade", conta o inspetor Alvarenga.
 
Cuidados veterinários
 
Além da preparação para o trabalho nas ruas, os cães da GM-Rio são assistidos de perto por uma equipe de veterinários. Voltada para a prevenção, a atuação dos médicos consiste em aplicar exames físicos e clínicos para um diagnóstico completo da situação de saúde dos animais.
 
"Os cães são avaliados diariamente. Fazemos exames físicos e clínicos para ter a real noção do que está acontecendo: comportamento, o aspecto das fezes e urina, se o cão se alimentou bem ou não. Quando é verificado qualquer problema, esse animal é retirado de serviço e fica em tratamento até melhorar e estar em condições de voltar a desempenhar a função dele", explica o veterinário André Luiz Cunha.
 
Cães da GM-Rio
 
17 cães pastores alemães
 
23 pastores belgas de Malinois
 
3 golden retrievers
 
2 labradores
 
1 fox paulistinha (Terrier brasileiro)



Serviços Serviços