Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

 

 


 

Prefeitura apresenta Rio + Seguro em Copacabana

03/12/2017 10:14:00


Em coletiva na manhã deste domingo (3), a prefeitura do Rio de Janeiro apresentou o programa Rio+Seguro, que associa planejamento, inteligência e tecnologia na prevenção à desordem urbana e aos pequenos delitos. O prefeito Marcelo Crivella esteve presente na apresentação em frente ao Copacabana Palace.
 
"Copacabana é a entrada do Rio de Janeiro, a vitrine, o Rio+Seguro começa por aqui e se estende por toda cidade, ainda sem prazo, mas vamos chegar.  É bom deixar claro que a adequação do IPTU, aprovado no meio do ano, está bancando essas ações e também usaremos parte da verba do Fundo Especial de Ordem Pública para custear esse projeto", afirmou o prefeito.
 
Marcelo Maywald, superintendente Zona Sul, também esteve no primeiro dia de operações:
 
"A Prefeitura passa a ter importância fundamental na segurança pública de Copacabana. É o primeiro bairro do projeto, e estamos desde ontem com ações integradas de diversos órgãos municipais para acolhimento de moradores de rua e combate ao comércio ilegal".
 
Números
O programa prevê um aumento de 140 homens no efetivo da Guarda Municipal nos bairros. Todos irão atuar 24 horas com o apoio de dois micro-ônibus como base operacional, dez carros e 33 motocicletas. A polícia militar também reforça esta operação com 140 policiais. 
 
"É fundamental Copacabana é maior vitrine do Brasil estamos trabalhando para levantar o turismo no Rio", explicou Marcelo Alves, presidente da RioTur.
 
E não é só ordem pública. A operação promete melhorar o olho público sobre outras questões de interesse do cidadão. "Estamos dando curso para manutenção de alimentos, e inspecionaremos quiosques, bares, restaurantes e hotéis", lembrou a Subsecretária de Vigilância Sanitária, Márcia Rolim, durante a apresentação.
 
Integração e inteligência
Rio+Seguro prevê a integração das atividades da GM com as forças de segurança do Estado.  Seja em ações autônomas dos guardas municipais ou conjuntas com policiais militares do 19º BPM (Copacabana) e do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTUR). Desta forma, as ações terão mais inteligência e efetividade.
 
LEIA MAIS
 
"É um reforço importante de segurança pública em Copacabana. Os policiais vão trabalhar em regime de hora extra. Vai aumentar sensação de segurança e número de policiais nas ruas. A ajuda da GM vai ser determinante porque na região são comuns pequenos delitos", analisou Michel Gaui, capitão do 19º Batalhão Copacabana/Leme.
 
Toda equipe de campo receberá informações e imagens captadas por 54 câmeras espalhadas em pontos estratégicos e monitoradas em tempo real pelas equipes do Núcleo de Videopatrulhamento da GM.
 
"A operação visa dar maior segurança, atuar na prevenção da desordem urbana e qualquer tipo de crime nos bairros. Teremos videopatrulhamento, e os agentes terão smartphones para comunicação. Paulatinamente, iremos implantar nos demais bairros do Rio", explicou Tatiana Mendes, comandante da GM Rio.
 
Por onde passa
A iniciativa começa pelos bairros de Copacabana e Leme, cartões postais da Cidade Maravilhosa e envolve a Guarda Municipal, Cet-Rio, Rio Luz; Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente (Seconserma), Riotur; Comlurb, Secretaria Municipal de Assistência Social e de Direitos Humanos (SMASDH), coordenadoria de gestão do espaço urbano (CGEU) e a Superintendência da Zona Sul. A Secretaria de Ordem Pública coordena a operação. Todos envolvidos para garantir mais tranquilidade e segurança para o cidadão. É o que espera Tony Teixeira, presidente da Associação de Moradores de Copacabana:
 
"Esperamos um choque de ordem na segurança e desordem, e que o projeto seja bem-sucedido. Copacabana era cartão-postal do Brasil antes de eu nascer, uma grande fonte de renda da cidade, então precisa ser cuidada".
 
Para o porteiro Antônio Francisco Leal, o Rio+Seguro chega em boa hora.
 
"A gente estava precisando de um projeto como esse, principalmente agora no final do ano. Quanto mais segurança melhor tanto para os moradores do local quanto quem passa por aqui", afirma.
 



Serviços Serviços