Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

 

 


 

Prefeitura realiza primeiro teste de trânsito da Via Binário com Perimetral parcialmente fechada

20/10/2013 12:52:00  » Autor: Ricardo Albuquerque / Fotos: Beth Santos


O primeiro passo para a implantação do novo sistema de mobilidade urbana do Porto Maravilha foi dado neste domingo (20/10), com o primeiro teste do fechamento do Elevado da Perimetral (entre Praça Mauá e Viaduto do Gasômetro) e a abertura da nova Via Binário do Porto, entre 9h30 e 17h. Não há data para o fechamento definitivo da Perimetral, que será demolida ainda este ano.

 

A Prefeitura do Rio mobilizou 120 operadores de tráfego para orientar os motoristas. O prefeito Eduardo Paes participou do teste, e disse que a Via Binário vai desempenhar papel importante no escoamento do tráfego durante o processo de substituição do Elevado da Perimetral:

 

— É um dia marcante para a cidade porque ela se reencontra com sua história, afinal o Porto tem tudo a ver o desenvolvimento do Rio. Quem passar pela Binário vai redescobrir essa área histórica. É óbvio que vai gerar impacto no trânsito, mas é a hora da carona, do transporte solidário e de usar o transporte público.


Os agentes municipais foram distribuídos por vários corredores de tráfego no entorno da Perimetral, incluindo as avenidas Brasil e Francisco Bicalho. No trajeto, havia informações sobre a simulação em dez faixas de trânsito, além de 20 painéis móveis e seis fixos. Isso permitiu que o motorista fosse alertado sobre as mudanças ainda bem longe das interdições. Reboques também estiveram a postos para remover veículos acidentados.


Nesta segunda-feira (21/10), a Via Binária será fechada para ajustes e o Elevado da Perimetral volta a operar normalmente. Paralela à Avenida Rodrigues Alves, a via expressa tem 3,5 km de extensão, três faixas por sentido paralelas e várias saídas para a distribuição interna do trânsito e acessos ao Centro. Em um dos sentidos, fará a ligação da Rodoviária Novo Rio à Avenida Rio Branco. No outro, o trajeto parte da Rua Primeiro de Março em direção às alças do Viaduto do Gasômetro.

 

Combinada à Via Expressa, em construção, permitirá o aumento em 27% da capacidade do fluxo de tráfego na Região Portuária, contribuindo para um novo padrão de mobilidade urbana, conforme aponta atualização do Estudo de Impacto de Vizinhança, de julho de 2013.

 

Outras medidas estão previstas para reduzir o impacto do fechamento do Elevado da Perimetral. Nesta segunda-feira, a Francisco Bicalho ganhará uma faixa exclusiva para ônibus e parte dos ônibus que chegam ao Centro, vindos da Zona Oeste e da Baixada, ganhará um novo terminal ao lado do Into.


 

Nesta primeira etapa, será entregue a ligação do Viaduto do Gasômetro à Avenida Rio Branco, no percurso que inclui as ruas Equador, Avenida Professor Arlindo Rodrigues, Túnel da Saúde (parte da nova Avenida Oscar Niemeyer), Avenida Venezuela e Avenida Rio Branco. No outro sentido, o acesso à Via Binário do Porto pela Avenida Rodrigues Alves começa na Rua Silvino Montenegro, Avenida Oscar Niemeyer, Túnel da Saúde, Avenida Professor Arlindo Rodrigues , Via B1, Via C3 e alças de acesso ao Viaduto do Gasômetro. 

 

 

Medidas de redução de impactos sobre o trânsito

 

Segunda-feira (21/10)

 

- Integração Metrô - Ônibus no Estácio

Haverá mudança de itinerário de algumas linhas que vêm de Niterói e São Gonçalo, que passarão a utilizar o novo BRS Estácio - Carioca com a possibilidade de integração na Estação Estácio do Metrô, que atualmente tem capacidade ociosa de 8.000 passageiros por hora pico.

 

- Implantação BRS Estácio - Carioca

Redistribuição operacional de 15% da frota das linhas intermunicipais que vêm de Niterói e São Gonçalo para o BRS Estácio - Carioca, promovendo a integração com o Metrô, na Estação Estácio.

 

Retorno de 20% dos ônibus paradores no Into

Parte dos ônibus paradores (linhas intermunicipais da Baixada Fluminense e linhas municipais da Zona Oeste) que hoje vem da Avenida Brasil e entra no Centro da cidade via Francisco Bicalho, Rodrigues Alves e Presidente Vargas passará a fazer o retorno em frente ao Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into). A solução foi adotada a partir da constatação de que grande parte dos usuários costuma descer antes deste ponto. Passageiros poderão identificar os ônibus que farão o retorno antecipado por meio de adesivos. Com isso, pelo menos 20% da frota deixará de entrar no Centro.

 

- Ônibus municipais e intermunicipais - retorno antecipado

Parte dos ônibus que hoje vem da Avenida Brasil e entra no centro da cidade via Francisco Bicalho, Rodrigues Alves e Presidente Vargas passará a fazer o retorno em frente ao Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into). A medida reduzirá também o impacto da entrada desses ônibus na Rua América, acesso ao Túnel Santa Bárbara, após a implantação do Binário II. A solução foi adotada a partir da constatação de que grande parte dos usuários costuma descer antes deste ponto. Passageiros poderão identificar os ônibus que farão o retorno antecipado por meio de placas. Com isso, pelo menos 18% da frota deixam de entrar no Centro.

 

- Retorno antecipado de linhas de ônibus de Niterói e São Gonçalo

Algumas viagens das linhas que vêm de Niterói e São Gonçalo com destino ao Castelo, Passeio e Praça XV - que circulam na Avenida Francisco Bicalho e na Avenida Presidente Vargas - passarão a fazer o retorno antecipado na Praça da República. Outras linhas que circulam na Avenida Rodrigues Alves deverão retornar na altura da rodoviária, na Rua General Luiz Mendes de Morais.

 

- Aumento de oferta nas Barcas Rio-Niterói de 11.800 para 13.800 lugares/hora pico

A CCR Barcas implementará aumento da oferta de 2.000 lugares/hora nos períodos de pico (das 6h às 9h e das 17h às 20h) com a operação de mais uma embarcação. A medida representa um aumento no transporte de 11.800 para 13.800 passageiros por hora. Em uma segunda etapa, prevista para 28 de outubro, a Cdurp e a Concessionária Porto Novo vão disponibilizar uma nova barca que permitirá novo aumento de 2.000 passageiros, permitindo 10 viagens por hora, aumentando a capacidade do sistema para 15.800 passageiros transportados. De acordo com a CCR Barcas, a medida visa atrair 1.020 passageiros que usariam carro e 5.780 que usariam ônibus no horário das 6h às 10h, reduzindo o fluxo na Ponte Rio-Niterói.

 

- Ampliação da oferta no metrô

Metrô Rio amplia horário de pico em  30 minutos em todas as linhas com oferta plena de composições.

 

- Integração trens e ônibus, com redução de intervalos de composições e ampliação de hora de pico




Serviços Serviços